Fisioterapia & Saúde

Viroses: prevenção simples evita problemas nas férias de verão

O simples ato de lavar bem as mãos pode garantir que a tão esperada viagem de férias com a família tenha um final feliz. Principalmente durante o verão, época em que há maior aglomeração e confinamento de pessoas em locais como casas de veraneio e navios de cruzeiros, um grupo de vírus que pode causar surtos de diarreia encontra a condição ideal para se disseminar. No litoral de São Paulo, foram registrados neste ano mais de 2 mil casos relacionados ao norovírus, principal agente associado a este tipo de surto.

“Estes vírus são eliminados em grande quantidade pelas fezes, se dispersam facilmente e resistem ao calor e a outras adversidades do ambiente. Como a transmissão ocorre sobretudo pelo contato das mãos com fezes contaminadas ou com superfícies contaminadas pelas partículas virais que estejam circulando, quanto maior o número de pessoas em um ambiente específico, maior o risco”, explica o chefe do Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/ Fiocruz), José Paulo Gagliardi Leite.

O virologista reforça que a melhor forma de prevenção é a higiene adequada das mãos. “Tudo o que envolva manipulação das mãos pode se tornar veículo para transmissão do vírus. Por isso, lavar bem as mãos com água e sabão diminui muito as chances de contaminação. Outra orientação é lavar frutas e verduras com as mãos protegidas com luvas descartáveis ou higienizadas com regularidade, já que no verão a salada é um prato preferencial”, pontua. “Trata-se de um vírus muito resistente e com uma carga de infecção muito baixa: menos de 100 partículas são suficientes para causar o problema”. 

Fonte: FIOCRUZ