Fisioterapia & Saúde

Promotoria da Saúde expede recomendação para regularização de serviços de fisioterapia

Promotoria da Saúde expede recomendação para regularização de serviços de fisioterapia no HB

A medida foi adotada pelo Promotor de Justiça da Saúde, Hildon de Lima Chaves

Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça da Saúde, expediu notificação recomendatória nesta quinta-feira, dia 21 de julho, à Secretaria de Saúde e à Direção do Hospital de Base, para que sejam tomadas providências imediatas com o objetivo de regularizar o serviço de profissionais fisioterapeutas e fonoaudiólogos na UTI Pediátrica do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro.

A medida foi adotada pelo Promotor de Justiça da Saúde, Hildon de Lima Chaves, após receber um grupo de pais que denunciaram o agravamento do quadro de saúde de seus filhos, internados na UTI Pediátrica do hospital, por falta desses profissionais.

De acordo com os pais, que estiveram na sede do Ministério Público de Rondônia, os fisioterapeutas só comparecem à UTI Pediátrica a cada três dias, quando deveriam realizar visitação diárias aos pacientes internados. No caso de profissional de fonoaudiologia, existe apenas uma para atender a todos os bebês da UTI. Alguns bebês prematuros estão há mais de 100 dias internados na UTI e tiveram o quadro agravado pela falta de assistência de fisioterapeutas e fonoaudiólogos, pois necessitam de realização de fisioterapia motora e intensiva de forma ininterrupta para melhorar o estado de saúde, auxiliando na recuperação dos seus quadros clínicos.

O hospital alega que o problema é provocado pela falta de profissionais. Mas, segundo os pais, existem profissionais aprovados no último concurso realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, o qual está por expirar, e que ainda não foram convocados.

Fonte: Ascom MPRO