Fisioterapia & Saúde

Nota de Esclarecimento – Quiropraxia

513 10

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) comunica a população brasileira que, a profissão de Quiropraxia não se encontra regulamentada em nosso País como profissão de nível superior da área da Saúde.

O exercício profissional da Quiropraxia por indivíduos que realizaram cursos de graduação em Quiropraxia é considerado no mundo jurídico, como exercício ilegal da profissão de fisioterapia, tendo em vista tratar-se de prática própria do profissional FISIOTERAPEUTA segundo dispõe o Decreto-Lei 938/69, além de que a sua entidade maior de representação (COFFITO) a reconhece, inclusive, como área de atuação do Fisioterapeuta e como especialidade profissional.

Afirmamos ainda, nossa posição contrária a oferta de cursos de graduação em Quiropraxia e sugerimos a imprensa em geral, que quando necessário, consultem as sociedades científicas e ou entidades de classe, para que as mesmas indiquem profissionais devidamente habilitados para participarem de programas de entrevista, de educação em saúde ou de interesse público, no intuito de evitar distorções da realidade.

Sobre o COFFITO – O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) é uma Autarquia Federal criada pela Lei nº 6316, de 17 de dezembro de 1975, que representa cerca de 140 mil profissionais e tem como objetivos a normatização e o exercício do controle ético, científico e social das atividades da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional, das profissões de Fisioterapeuta e de Terapeuta Ocupacional e das empresas prestadoras de tais tipicidades assistenciais ao meio social.  [proativa@proativacomunicacao.com.br]

10 Comentários

  • Caros leitores,

    Como bem claro está no texto, “a profissão de Quiropraxia não se encontra regulamentada em nosso país”, sendo apenas uma área de atuação do Fisioterapeuta e especialidade profissional.

    No entanto, senhores fisioterapeutas, assumir a quiropraxia como uma parte integrante da fisioterapia, mesmo como especialidade, é também assumir suas incongruências e charlatanismos.

    Por exemplo, acreditar que a varíola se deve a um problema na 5a cervical e que gonorréia a uma subluxação da segunda lombar é um fato. De fato, a crítica ao papel das patologias infecciosas sempre foi um tema central na quiropraxia, mas que teve que ocultar seu passado quando o mundo se tornou menos desinformado. Isto é, pasmem os senhores, ideia atualmente defendida por muitos praticantes da quiropraxia.

    Trazer conceitos como o da quiropraxia para dentro da fisioterapia é rebaixar uma ciência da saúde séria e tradicional ao nível de algo esotérico, arcaico, anacrônico.

    A ineficácia da quiropraxia e de outras técnicas manipulativas para grande parte dos problemas da coluna já está bem definido. Suas características falaciosas e delirantes, oriundas de um tempo pré-científico, impedem sua sobrevida nos tempos modernos. Diante dos avanços de uma profissão como a fisioterapia, não vejo nenhuma importância ou necessidade de besteiras como a quiropraxia, nem mesmo sua incorporação como especialidade.

    Práticas como essa estão envolvidas em uma realidade que quer permanecer alheia às avaliações pelo método científico, e as premissas e promessas da quiropraxia representam um retrocesso diante dos avanços científicos no combate à dor, por exemplo. Enquanto a ciência básica e clínica avançam no sentido da compreensão dos mecanismos subjacentes das dores, a quiropraxia persiste em seu anacronismo, na crença em conceitos sem pé nem cabeça, num conceito de subluxação delirante.

    Segundo os estudos com maiores forças de evidência, a quiroporaxia não tem grande importância no tratamento das dores lombares ou cervicais, nem agudas nem crônicas. Sua importância é clinicamente desprezível, quando se consideram os viéses envolvidos, tal como efeito Howthorne, auto-regressão de sintomas, associação de outros tratamentos, etc…

    Este é um fato indiscutível e que depõe contra a necessidade de adoção desta técnica em minha especialidade. Eu não posso fazer um encaminhamento a um tratamento de resultado inexpressivo ou duvidoso, só para agradar aquele que o realiza…

    Sei do interesse mercadológico que tem muitos profissionais em abocanharem parte do “mercado bilionário da saúde”, mas entrar por atalhos confortáveis, sem respeitar a complexidade dos fatos é uma esperteza que merece ser rechaçada com rigor.

    A quiropraxia é uma técnica de fundamentos pré-científicos que se baseia em princípios simplórios e sem provas de verdade para a integralidade de suas premissas. Grande parte de sua falsa percepção de eficiência se deve a viéses diversos.

    Finalmente, diante das evidências atuais, não vejo razão para a existência da Quiropraxia.

    A Medicina Científica (com seus medicamentos, cirurgias e técnicas intervencionistas) evoluiu bastante para prover tratamentos comprovadamente eficazes em seu campo de ação.

    Pela intervenção fisioterapia, temos ainda uma cooperação também comprovada, que, adicionalmente, nos dá mais segurança.

    Uma vez que podemos optar pela melhor maneira de fazer as coisas, não vejo nenhum sentido na existência de práticas inferiores

    Dr Henrique da Mota, MD, AFSA
    Ortopedia e Cirurgia da Coluna
    Especialista pela Université de Lyon – França

  • Caro Jorge,

    A MMa. Juíza federal, Dra. Diana Brunstein, de SP, concedeu a liminar impetrada por Dr Antonio Castagna Maia, em nome da ABQ, contra a atitude do Conselho Regional de Fisioterapia de SP – Crefito3 – de autuar os quiropraxistas graduados em cursos reconhecidos pelo MEC, de cinco anos de duração, por prática ilegal da profissão de fisioterapia.

    Isto procede, Jorge? Houve novidades neste processo.

  • Ramon Távora disse:

    Como sempre Dr Henrique da Mota deixando bem claro sua posição contrária e tendenciosa a procedimentos que fogem sua área de atuação. Existem defeitos em TODOS os métodos científicos, e não é um único artigo que tem a capacidade de condenar algo que apresenta tanto resultado clínico e científico, mas que necessita de divulgação dos seus métodos entre os próprios profissionais que o utilizam. É mais correto dizer que a classe de Fisioterapeutas tem dificuldade em incorporar os métodos científicos na divulgação dos resultados obtidos com suas terapias criadas por pessoas com grande capacidade e na maioria das vezes, uma vontade de somar algo que possa auxiliar na recuperação de pessoas que precisam de ajuda.

    A única diferença é que a maior parte dos procedimentos médicos são obrigados a serem estudados para poderem ser incorporados nos atendimentos do SUS, ou HMOS nos EUA. No Brasil não funciona assim, pois não existem exigências por parte de agências reguladoras que só repassem o pagamento de práticas mediante a comprovação de segurança e de eficácia.

    Gostaria de completar que somente somos capazes de ver o que desejamos quando existe interesse, orgulho, ou intolerância.
    Quando temos a mente aberta para aceitar diferentes situações que se apresentam somos capazes de nos tornar pessoas melhores.

    Ps: Sim, existe comprovação científica para A Osteopatia e Quiropraxia, existem jornais sérios, com qualis A1 que foram criados para receber os inúmeros artigos científicos que são produzidos anualmente em todo o mundo.

    Att. Ramon Távora Viana

  • Henrique da Mota disse:

    Caros leitores,

    O discurso da quiropraxia não faz sentido. Suas inconguências são inúmeras, suas falácias e tentivas de idiotização das pessoas são enormes e representa um grande risco para a saúde da população.

    É uma medicina marginal de ordem ilusória, delirante, onde suas premissas de subluxação e de ajuste são absurdas e sem sustentação real. É uma grande mentira terapêutica, que tem feito grande mal aos pacientes.

    O que estamos sempre enfatizando é a pequenez de ação da quiropraxia e sua inexpressiva ajuda para os pacientes.

    A quiropraxia é uma prática sem qualquer força de evidência diante de todas as capacidades resolutivas atualmente existentes nos campos terapêuticos clássicos. É algo completamente dispensável. É um arremedo de terapia envolvido em um grande interesse classista e com um discurso altamente politizado, mas cientificamente vazio.

    TEORIA QUE FUNDAMENTA A QUIROPRAXIA É UMA GRANDE MENTIRA. PROPAGÁ-LA É DESONESTIDADE CIENTÍFICA. SE OS FISIOTERAPEUTAS ABRAÇAREM A CAUSA, PERDERÃO A SERIEDADE CONQUISTADA.

    Sugiro a todos a leitura do seguinte artigo:

    http://chiromt.com/content/pdf/1746-1340-17-13.pdf

    Vejam o resumo…

    Background: Chiropractors claim to locate, analyze and diagnose a putative spinal lesion known as subluxation and apply the mode of spinal manipulation (adjustment) for the correction of this lesion.

    Aim: The purpose of this examination is to review the current evidence on the epidemiology of the subluxation construct and to evaluate the subluxation by applying epidemiologic criteria for it’s significance as a causal factor.

    Methods: The databases of PubMed, Cinahl, and Mantis were searched for studies using the
    keywords subluxation, epidemiology, manipulation, dose-response, temporality, odds ratio, relative risk, biological plausibility, coherence, and analogy.

    Results: The criteria for causation in epidemiology are strength (strength of association, consistency, specificity, temporality (temporal sequence), dose response, experimental evidence, biological plausibility, coherence, and analogy.

    Applied to the subluxation all of these criteria remain for the most part unfulfilled.

    Conclusion: There is a significant lack of evidence to fulfill the basic criteria of causation. This lack of crucial supportive epidemiologic evidence prohibits the accurate promulgation of the chiropractic subluxation.

    Espero que tenham entendido o teor do estudo… É a sentença de morte da quiropraxia. Ô teimosia!!!

    Dr Henrique da Mota, MD, AFSA
    Ortopedia e Cirurgia da Coluna
    Especialista pela Université de Lyon – França

  • Eduardo Rodrigues disse:

    É, realmente, melhor mesmo para tratamentos de hernia discal é a artrodese de coluna com dezenas de placas e parafusos. Aí, caro leitor, voce vai ver o que é sentir dor a vida toda e ficar com movimentos iguais a um robô. Falácia é isso. Não deixe ninguém operar sua coluna a não ser que haja fratura de vértebra por trauma ou tumor ou então que tenha ficado atrelado a uma cadeira de rodas.
    Tenho ( tinha ) duas hérnias de disco: L4-L5 3 L5-S1. Andava antálgico e escoliótico. Corticóide ? Nada…Fisioterapia com “luzinha” ?…nada. Ortopedista ?…Nada. Estou até hoje sem dor e não tive mais nenhuma crise. Se o Dr. acima não concorda que todas as raízes nervosas ( simpáticas e parassimpáticas) , exceto os pares cranianos, quando comprimidos ou pressionadas não causam sintomas que podem ser aliviados com descompressão mecânica não invasiva, penso que deveria dar mais atenção à neuroanatomia.
    Hérnia de disco, nucleoplastia até vai mas artrodese …fuja se não quiser virar um robô com dor o resto da vida.

  • Nei Q. Barzotto disse:

    quanta babaquice de vocês, fisioterapeutas.
    Por anos sofri de hérnia de disco, diagnosticada através de exames.
    Tentei de tudo da acumpuntura, passando por medicamentos fortíssimos a fisioterapia (as famosas 10 sessões indicadas pelos traumatologistas), sessões estas regadas a “choquinhos” e bolsas de gelo. Enquanto isso o fisioterapeuta atendia mais uns cinco.
    Meu problema só foi resolvido quando conheci a quiropraxia. Aí sim o profissional (que tem 1 ano a mais de faculdade do que vocês) realmente cuidou de mim. Era uma hora por sessão e, sendo manipulado constantemente. Antes nem caminhar direito conseguir. Hoje corro.
    Ao invés de vocês ficarem brigando com os quipraxistas, façam um curso também. Voltem para a sala de aula por mais 5 anos e aprendam como realmente se resolvem problemas de coluna.

  • Charles rodrigues requiao disse:

    O maior absurdo é dizer que a quiropraxia nao faz bem. Eu estava praticamente sem poder caminhar, dores constantes, remédios, fisioterapia nada passava a dor. Com o tratamento do quiropraxista estou há um ano e meio sem tomar nenhum remédio e praticamente sem dores, caminhando normalmente. Desculpem os traumatologistas e fisioterapeutas ( alguns que ainda nao admitem que quiropraxista estuda tanto ou mais do que eles) mas nao acreditar que quiropraxia funciona é ignorância pura. Tenho hernia de disco e até queriam me operar, graças ao quiropraxista não precisarei mais de cirurgia.

  • Renato disse:

    O DECRETO LEI N. 938, DE 13 DE OUTUBRO DE 1969 não torna a quiropraxia ato privativo da fisio, tanto é que o MTE reconheceu o bacharelado em quiropraxia, e apesar de não ser regulamentada, está incluída na CBO como profissão reconhecida de formação superior. Quiropraxia é profissão reconhecida e respeitada no exterior, por quê no Brasil haveria de ser diferente?

    O problema é que fisio hoje em dia quer fazer de tudo: Massoterapia, acupuntura, quiropraxia, e até estética! já surgem rumores de que pretendem prescrever medicamentos, daqui a pouco vão reivindicar as mesas de cirurgia…

    ato médico? a fisioterapia não fica atrás quando o assunto é abuso de poder.

  • Irany Dias disse:

    O que não resolve é ficar tomando remédios e fazendo aquelas inúteis sessões de fisioterapia. A mim nem médicos e nem fisioterapeutas convencem. Aliás, o melhor e mais dedicado profissional de saúde que conheci é um quiropraxista que, além de recuperar minha coluna, de quebra conseguiu que eu eliminasse naturalmente, sem sofrimento nenhum, uma joanete de mais de 12 anos. Qualidade de vida é tudo e quiropraxia é para a vida toda. Plano de saúde? Desses que tem por aí eu não dou um tostão. Porém, de exercícios físicos e desse profissional de mão cheia que tive a benção de encontrar eu não largo mão.

  • Leandro Figueiredo disse:

    A Quiropraxia vende por si só meus caros. Não estou nem aí para ‘métodos clássicos’ científicamente embasados. Os resultados estão ai pra todo mundo ver. Isso tem 99% de aprovação por todos os pacientes (nunca vi ninguém nesses 1%).

    Nos EUA e Europa, os Fisioterapeutas perdem seu tempo defendendo a ciência comprovada, enquanto os quiropraxistas racham de ganhar grana, devido a eficâcia dos métodos (que ainda não foram comprovados, mas um dia serão).

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *