Fisioterapia & Saúde

Rio ganha novas instalações de atenção à traumatologia

Com 60 salas de atendimento, novo Into deve triplicar atendimento anual de consultas em todas as especialidades ortopédicas. Serão 305 mil por ano

O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) dá início nesta semana às atividades assistenciais em seu novo endereço. A área ambulatorial do novo Into contará com 60 salas de atendimentos para todas as especialidades ortopédicas, o que vai representar um aumento anual de três vezes o número de consultas. A expectativa é que ao final da transferência, o instituto realize cerca de 305 mil consultas por ano.

“O Into é uma referência nacional na área de Traumatologia e Ortopedia. Essa nova estrutura fortalece essa vocação e referência, com aumento do atendimento à população, e o favorecimento de pesquisas na área. Ainda, contribuir para a revitalização de uma área importante do Rio de Janeiro”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O instituto reformou o antigo prédio ocupado pelo Jornal do Brasil.

REABILITAÇÃO – A unidade de reabilitação ganha uma área de dois mil metros quadrados, que inclui piscina para atendimentos hidroterápicos. A capacidade estimada de atendimentos é de cerca de  86 mil consultas a cada ano. A equipe conta com fisiatras, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, assistentes sociais.  Uma das propostas para a casa nova é de que o atendimento se estenda para o período pré-operatório. O objetivo é fazer com que o paciente chegue na sala de cirurgia em melhores condições, com noções de caráter preventivo inclusive.

Pacientes com os mesmos tipos de problemas também estarão reunidos para interagir, trocar experiências, além de otimizar e agilizar o trabalho do profissional responsável em um espaço específico e amplo.

ENCAMINHAMENTOS – Uma das principais mudanças a serem implementadas no novo Into é a forma do encaminhamento do paciente, que será feito preferencialmente no formato eletrônico. O formulário estará disponível no site do Into e deverá ser preenchido por um médico ortopedista da rede pública de saúde previamente cadastrado.

O documento disponibiliza todos os procedimentos realizados e através da opção discriminada, direciona o paciente para um dos Centros de Atendimento Especializados (CAEs). De acordo com o diagnóstico descrito, o médico da unidade de origem relaciona os exames que foram previamente realizados pelo paciente. Após todos os campos estarem preenchidos, o formulário é enviado pela internet e o paciente será contactado pela central telefônica, que informará o dia e horário da consulta.

ATENDIMENTO – O Into preparou uma equipe para atender a demanda de ligações via ouvidoria para esclarecer dúvidas através do telefone que continua o mesmo. Outras informações podem ainda ser obtidas através da Central telefônica criada para o usuário para esta fase de transição. Cada fase da mudança está devidamente planejada para que os dois prédios possam funcionar simultaneamente com a integração e a continuidade dos serviços.