Fisioterapia & Saúde

E haja coluna para suportar tanto peso

438 1

Carga excessiva das mochilas pode afetar a saúde

Por:   Gabriella Julie
goliveira@jornaldacomunidade.com.br  Redação Jornal Coletivo

Cerca de 85% das pessoas já tiveram dor nas costas e mochilas são as grandes vilãs

A maioria dos pais já comprou o material escolar dos filhos. Alguns se renderam aos pedidos dos pequenos e compraram além das listas exigidas. São lápis diferentes, cadernos com personagens da moda, estojos recheados de novidade, prontos para fazer sucesso no colégio. Mas o  excesso de itens na mochila pode causar problemas sérios na coluna, chegando até a atrapalhar o rendimento escolar.

É durante a fase escolar, que os problemas de postura podem ser mais graves, como má-formação e dores lombares. O cuidado que hoje parece um detalhe pode tornar-se um arrependimento na vida adulta. Cerca de 85% das pessoas já tiveram um episódio de dor nas costas, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.

Tomar medidas preventivas, como o uso de mochilas com carrinhos, observar a postura da criança ao sentar e carregar a mochila, além de ajustá-la corretamente às costas, deixando as alças paralelas, é o mais indicado pelos fisioterapeutas.

Na hora da compra da mochila os pais cometem erros clássicos. . Wilen Heil, fisioterapeuta e diretor do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), enumera quatro deles: não ter conhecimento da mochila ideal e forma correta de uso, não levar o filho para realizar a compra e certificar que atenderá necessidades, seguir apenas padrão de estética ou beleza e a escolha com apenas uma alça.

 Dicas para a carga da mochila

Coloque as coisas mais pesadas junto às costas da criança, ou seja, na parte de trás da mochila;

 Disponha os livros e outros materiais de maneira que não fiquem soltos lá dentro, provocando movimentos de desequilíbrio;

 Olhe o que o seu filho leva para a escola e certifique-se de que é o material necessário para as atividades rotineiras;

 Nas mochilas com rodas é preciso cuidado com a alça do carrinho, que deve estar a uma altura apropriada. As costas da criança devem estar retas ao puxá-la;

 Ajuste as alças de modo que a mochila se adapte totalmente às costas da criança, ficando encostada e sem folga. Uma mochila solta nas costas pode puxar o corpo para trás e forçar os músculos, além de fazer a criança curvar os ombros para facilitar o equilíbrio da pasta sem apoio;

 O fundo da mochila deve ficar apoiado na curva da zona lombar. Nunca deve ficar a mais de 10 centímetros abaixo da região da cintura da criança.

 Diagnóstico e tratamento
A ação mais adequada e indicada pelo dr. Wilen é consultar um fisioterapeuta para uma avaliação postural e orientações. Nos casos de alterações posturais, como, por exemplo, escolioses, hiperlordoses, hipercifoses, o fisioterapeuta poderá realizar avaliação, se necessário; solicitar exames complementares para conclusão diagnóstica e eleger então o melhor recurso terapêutico para tratar o problema. Sessões de fisioterapia, RPG, natação, alongamentos musculares, exercícios físicos e orientações posturais são algumas soluções indicadas para o tratamento

1 comentário

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *