Fora da Ordem

Netflix quer investir no cinema brasileiro

257 1

O executivo-chefe de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, afirmou em entrevista ao O Globo que a empresa planeja investir no cinema brasileiro. Ele contou que poucos filmes nacionais “alcançam uma audiência global”, o que representa “oportunidade” para o serviço de streaming. A Netflix produz atualmente a série de ficção-científica 3% e se prepara para iniciar os trabalhos com a série inspirada na Operação Lava-Jato, que será dirigida por José Padilha.

“Não posso abrir os números do Brasil, mas é um dos nossos mercados que mais crescem. Foi um dos nossos primeiros territórios internacionais, e acho que ter chegado cedo aí nos ajudou a desenvolver boas estratégias de programação; boas relações bancárias, o que faz com que os pagamentos com cartão de crédito funcionem bem; e um melhor conhecimento do gosto dos brasileiros”, afirmou ao O Globo. “E também acho que vamos bem no Brasil porque, antes de a Netflix chegar, havia um limite de escolhas. Nós trouxemos mais opções”.

Ele explica que uma das qualidades mercadológicas no País é que existem “grandes contadores de história” e boa infraestrutura de produção. “José (Padilha) foi uma das primeiras pessoas que eu conheci quando estava pesquisando sobre o mercado brasileiro, mantivemos contato e nossa relação foi parar em Narcos e depois no projeto em que ele trabalha agora”, comenta.

Ainda de acordo com Ted, a série 3% é voltada para um público mais jovem, aproveitando o boom da ficção científica distópica. “Não temos uma meta definida, mas é importante dizer que também não temos um limite para o que podemos produzir no Brasil. Estamos atrás de boas séries e bons roteiristas, e o Brasil está cheio deles”.

Recomendado para você

1 comentário

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *