Homem etc

Em Ação – Douglas Pardim fala sobre a iniciação no Cross Fit

Bom, dando continuidade ao ultimo post onde falamos sobre alimentação e mudanças de hábitos, vou falar um pouco sobre o que eu fiz para “facilitar” o início da mudança do meu estilo de vida. 

chamada-douglas-2-624x355

Como dito no ultimo post, o acompanhamento de profissionais é mais que essencial para busca de melhorias em qualquer área de sua vida. O que me deixou mais disciplinado e focado na minha primeira etapa de mudança, foi ter ido a um profissional qualificado para formular uma dieta adequada para e mim e, principalmente, me dar dicas sobre alimentação para eu poder me virar sozinho quando estou fora de casa ou até mesmo em viagens e conseguir me alimentar melhor. 

A segunda parte foi buscar fazer algum exercício que achasse legal e poderia gostar de fazer. Foi quando eu comecei  frequentar a academia, o famoso puxar ferro hehehehehe. De começo eu não ia de segunda a sábado, ia até sexta feira estourando, mas depois de alguns meses comecei a querer estar na academia ou fazer algum exercício de segunda a segunda, dava aquele off apenas no dia que eu me sentia exausto e realmente não dava pra ir. Mas isso não era por estar bitolado ou por vicio. Depois você começa a perceber que quando se exercita seu organismo funciona bem, dorme melhor, fica mais disposto, menos ansioso e consequentemente menos estressado. 

É muito importante você conhecer seu corpo e saber seus limites, porem não confundam limites com preguiça viu gente. Todo mundo tem preguiça (e como, viu kkkkkkk), mas se entregar a ele é furada, nesse momento que temos que ir mesmo. Tenha em mente que sempre que iniciamos algo temos que ter calma e buscar aprender a técnica correta. Não se compare a pessoas que praticam à muito tempo a modalidade que você escolheu fazer e nem fique com vergonha, todos passaram pelo mesmo processo que você e provavelmente tiveram a mesma dificuldade ou outro tipo de dificuldade. Concentre-se sempre no que está fazendo e esqueça os outros, porque se não vai acabar se frustrando e desistindo no meio do caminho, ou pior, se machucando e dificultando ainda mais o começo dessa nova fase. 

Outra dica muito importante é o estabelecimento de uma meta, acredito que tudo na vida fica mais fácil quando temos metas. Sabemos aonde queremos chegar e quando planejamos alcançar aquela meta. Pelo menos eu fico mais focado e determinado a, pelo menos, chegar próximo da meta determinada.

Nos dias de hoje eu não faço mais musculação, sou adepto ao crossfit, um treinamento baseado nos pilares de Ginastica olímpica, LPO (levantamento de peso olímpico) e metabólico ou cardio, como se fosse movimentos funcionais com alta intensidade e variados. 

Treino para competição no momento e foi onde eu realmente me encontrei. O Crossfit é algo muito alem de fazer algo para ficar com uma estética corporal legal ou algo do tipo, crossfit é uma busca constante de se auto superar, saber dominar as suas fraquezas e trabalhar muito o seu psicológico. É algo totalmente diferente do que tinha feito, o box parece uma família, onde todo mundo ajuda o outro, não te deixa desistir e sempre está lá contigo. Porém se formos falar de estética corporal, foi o que trouxe a maior transformação para meu corpo até hoje, tive ganhos musculares significativos, eliminei muita gordura e retenção de liquido. 

Muita gente me pergunta “Mas Douglas, crossfit lesiona demais e blá blá blá!!!” E eu sempre respondo, “Estou a pouco tempo no crossfit, mas, nesse quase um ano, não sofri lesões, tenho tendinite nos dois joelhos e nos dois cotovelos que desenvolvi na época de academia, e o mais engraçado é que eu não senti dor  nenhuma nelas até hoje desde quando comecei essa modalidade, ao contrario da época de maromba”. Vale ressaltar que, se você quer praticar essa modalidade, você deve pesquisar bem o box, porque isso sim vai determinar muita coisa na pratica do crossfit.

Uma coisa que me perguntam sempre também é “Douglas eu não posso praticar Crossfit, né? Eu estou gordo e não pratico nenhum um tipo de esporte”. Porém pelo que eu vivencio no meu box, isso é um equivoco! Existe um trenamento individualizado para iniciantes, onde vão ensinar as técnicas e consolidar o movimento, ai depois de aprender e com liberação do coach você começa a fazer os movimentos, mas com o peso menor e subindo gradualmente.

Galera, então é isso, espero que tenham gostado do post e que ele tenha te ajudado de alguma forma. Qualquer dúvida, estamos aqui pra ajudá-los. Fiquem com Deus, grande abraço e até a próxima!!

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =