iMãe

Convivendo com a alergia a leite de vaca

1369 37

Oi queridas mamães!

Eu conversei com uma amiga minha, a Rachel Barbosa, mãe da Isadora, sobre um assunto suuuuper complicado, a alergia à proteína do leite de vaca (APVL), então, combinei com a Rachel dela deixar um relato pra gente de como ela descobriu a alergia da Isadora e como a família convive com a APVL. Pesquisando na internet, vi que existem muitos grupos de mães que trocam informações sobre a alergia e dão dicas umas para as outras, legal, né? Leiam aqui a historinha da Rachel e da Isadora, pode lhes ser útil.

***

Oi Carol!

É muito bom poder compartilhar um pouquinho da história da minha Isadora com as mamães que querem saber mais sobre a APVL. Olha só, eu descobri a alergia à proteína do leite de vaca na Isadora quando ela tinha seis meses e a alergia a ovo só com um ano. Quando a Isadora nasceu, o meu leite só “desceu” no 3º dia, até lá, como eu não tinha nenhuma informação sobre essas alergias, autorizei a enfermeira a dar o leite de vaca (Nan), nesses dois primeiros dias e não aconteceu nada que nós pudéssemos dar importância. Hoje todos os médicos especialistas em alergia que eu já fui falaram que a introdução precoce do leite de vaca desencadeou a alergia dela e que o melhor seria ter introduzido o leite de vaca só depois de 1 ano de vida do bebê.

Amamentei depois do terceiro dia exclusivamente com leite do peito, nem água era oferecida à Isadora. Já no sexto mês, aconteceu que no café da manhã de um dia de sábado lembro que ela curiosa começou a tocar nos alimentos, e um deles foi o queijo muçarela. Ela segurou e ficou rindo para a gente, como se gostasse da textura. Foi neste momento que apareceu uma urticária em volta de sua boca. Fiquei assustada e liguei para a pediatra dela, que falou que poderia ser alguma reação alérgica ao leite. Achei muito estranho porque nunca tinha ouvido falar que alguém poderia ter alguma reação alérgica ao tocar em alguns tipos de alimentos. Então, a pediatra me orientou que tivesse cautela ao dar leite de vaca, que desse apenas uma colherzinha de café e observasse. No outro dia fiz exatamente isso e logo veio a urticária em volta da boca.

A partir de então, foram muitas visitas a pediatras para saber informações sobre essas alergias, mas eu voltava totalmente transtornada, só sabia que deveríamos ter o máximo de cuidado com os alimentos com leite de vaca e que nada poderia fazer por ela, pois não existe vacina ou algo parecido. Paciência! Palavrinha que mais escuto nos consultórios. Comecei a pesquisar em sites, blogs como ajudar a Isadora a não ter alergia. Parece que é óbvio, mas não é! Descobrir o que não posso dar à minha filha ainda é difícil!

Mas sabe, estamos aprendendo com o tempo. Podemos fazer receitinhas gostosas para a Isa também. Evitamos ir a pizzarias, sorveterias e em aniversários sempre o cuidado é redobrado. Cuido da pele dela com o Fisiogel (hidratante), pois geralmente crianças com APVL têm a pele mais sensível.

Outra coisa importante é limpar a geladeira. Tiramos margarinas, leite, ovos, sobremesas com leite, e aí vão os sorvetes também. Substituímos a margarina por Becel, pois é bom que na hora das refeições ela possa estar junto de todos à mesa. Ela sente mesmo quando temos que dizer um não, quando ela vê uma pizza, um bolo. Então, passamos a comer o que ela pode também, fica mais fácil para todos.

Com a falta do leite de vaca é importante que a criança tenha um acompanhamento nutricional(a Isadora é acompanhada por uma nutricionista). Vale também pesquisar com cuidado nos supermercados o que a criança pode comer. E mesmo lendo e relendo, o melhor é chegar em casa e ainda ligar para os SACs das empresas para ter certeza dos ingredientes. Já tive susto com muitos produtos que não especificam nos rótulos, que possuem traços de leite. É bom não arriscar! Até batata palha pode ter viu?!

Olha, a Isadora usa o leite Isomil 2 e para engrossar o mingau eu acrescento o Vitalon que tem cinco sabores, então dá para variar (menos a farinha láctea, pois tem traços de leite). Para adoçar comecei a usar o Oligossac. Ela também adora frutas e sempre toma vitaminas. O almoço dela é igual de todos aqui em casa e ela gosta muito de caldinho de feijão. Na loja Danutri (em Fortaleza), que fica na Avenida Pe. Valdevino tem muitas novidades para crianças como a Isadora, biscoitinhos de batata-doce, chocolates sem leite, salgadinhos para lanches, creme de arroz (Ferla) etc.

A Isadora tem 2 anos e 10 meses e é uma linda bailarina. Só vocês vendo como ela é esperta e extrovertida. Linda demais! Acordar todos os dias e ver nossa querida Isadora dizendo “Bom dia” é para morrer de amor! Esperamos em Deus que ela fique curada dessa alergia! E mamães, força!

Olha, lembrar de sempre andar com o antialérgico prescrito pelo médico na bolsa, nunca se sabe.

Mais informações sobre receitinhas sem leite e sem ovos e também qualquer assunto sobre a alergia ao leite de vaca, entrem em contato! É sempre bom compartilhar!
Um beijão, Rachel Barbosa
Rio de Janeiro, 11 de janeiro de 2012.

***

E aí gente? Ótimas dicas, heim? Não esqueçam de sempre consultar o seu pediatra antes de testar qualquer produto no seu filho. Agora conheçam a Isadora, como é lindaaaaa!


Recomendado para você

37 Comentários

  • Selma Vovó disse:

    Adorei ver a minha netinha Isadora. Esperamos em Deus a cura desta alergia ao leite de vaca. Isadora é muito inteligente. Os pais dela são bastante cuidadosos para que ela não toque em alimentos que contenham traços de leite ou derivados de leite. Torcemos por você Isadora e por toda galera que tenha esta alergia. Vai passar! Beijos, Mama

  • Clarice disse:

    A Isadora é mesmo uma gracinha!! Não é fácil lidar com alergias e intolerâncias alimentares. Minha mãe sofreu com isso quando nasci com intolerância a lactose. Há 25 anos atrás era tudo bem mais dificil e desconhecido. Hoje temos a internet, grupos de apoio e os blogs que nos informam.

    Bela iniciativa a da Rachel de compartilhar suas experiências. As alergias alimentares hoje estão cada vez mais frequentes. Dentre elas a Doença Celíaca que é a intolerância permanente ao glúten. Não sei se já falaram sobre isso, mas é um assunto que merecia um espaço. Conheço mães que podem dá seu relato como alerta. Qualquer coisa pode entrar em contato.

  • Flaviana disse:

    Conheço e convivo com a Isadora e apesar da (APVL) ela é um criança super feliz!…bjos IIIIIIIIIIISA…:)

  • Roberta disse:

    A Rachel esqueceu de dizer que a Isadora além de bailarina é uma princesa super inteligente… E que apesar desse cuidado necessário, ela pode brincar e se divertir normalmente com crianças que usam leite de vaca – como minha Ana Vitória, então, evito que Ana entre em contato com qualquer alimento que tenha traços de leite antes e durante a diversão, assim as brincadeiras e o contato físico se torna seguro e saudável para as duas, elas brincam, brigam, é só alegria e muita energia!!

  • Elaine Reis disse:

    Não é fácil, mas os Pais da Isadora fazem toda diferença!
    Parabéns pela iniciativa de esclarecer outras mamães!
    Independente do problema ( no caso do meu Pequeno Príncipe Miguel, a questão é outra) temos dificuldades em identificar e trocar idéias com outras mães, pois algumas escondem… E a troca nessas horas é muito positiva.
    É um tratamento familiar em que todos têm que compartilhar
    acompanhando, participando, ajudando e assim chegando na sua cura!
    E o que não pode faltar em qualquer tipo de tratamento é “Amorterapia”!

    Que foto fofa! Isadora Balerina… rs

    Beijos,
    Elaine Reis

  • Elaine Reis disse:

    Ah, e lembrando que meu pequeno Miguel, sempre que vai brincar com a Isadora, não dou nada que contenha leite, lavo as mãozinhas dele e assim a brincadeira fica mas segura.
    Algumas mães precisam entender que não é contagioso… não se pega a alergia pelo contato… Vamos ler mas e interagir mas.

    Beijos

  • Carol Bedê disse:

    Obrigada pela vista de vocês no blog! Adorei as dicas ditas aqui também. Por favor, Clarice pode mandar esses relatos para imamae.blog@gmail.com
    beijos

  • Carol Bedê disse:

    ops visita*

  • LEILA CAROLINA DA SILVA CRUZ disse:

    ola, tenho um filho com alergia a leite de vaca. Está com 04 anos e apesar das restriçoes, que inclusive esta acostumado, pois ele mesmo pergunta:é de vaca?O Bruno é super forte e saudavel:tem 1,12m e 25 kilos.
    Sua alergia era 7,0 e já está em 1,4.Com fé em Deus, logo ficará curado.

  • Leticia disse:

    Ola’ para todos,

    MInha filha tem APLV. Eu amamentava bem, exclusivamente no peito, mas aos 6 meses a pediatra insistiu para introduzir complemento de leite (Nan) o que provocou a reação alérgica. Não a culpo pelo que ocorreu… não há como prever se a criança desenvolverá ou não esse tipo de alergia… mas sim pela orientação desastrosa de que eu interrompesse a amamentação. Nunca façam isso! Se o seu bebê apresentar sintomas que indiquem alergia alimentar, retirem o fator alergênico da sua alimentação, mas continuem amamentando. Não há nada melhor para o sistema imunológico de um bebê do que o leite materno.

    Depois dessa orientação, obviamente, mudamos de pediatra. Retirei leite e derivados da minha alimentação (o que não foi traumático, muito pelo contrario, minha alimentação ficou muito mais saudável!) e iniciamos o tratamento de dieta de exclusão da nossa filha, com o leite Pregomin.

    Amamentei até os 9 meses… pq ela quis, por mim teria continuado… e hoje, com 2 anos e 6 meses ainda em dieta de exclusão, a alergia está em seus níveis mais inferiores.

    Não há mistério… mães e pais, tenham paciência em ler rótulos e fazer pesquisas sobre produtos que nossos pequenos possam comer, tenham atenção especial ao mundo lá fora, mas sem neuras! Estamos, literalmente, cercado de leite por todos os lados :-). E tenham fé, de que tudo ficará bem.

    Nossa filha aprendeu a perguntar “Pode mamãe?” quando quer algo diferente e também a entender, mesmo tão pequena, quando escuta “Não meu amor, tem leite”. A alergia ainda faz parte da vida dela, então a ensinamos todos os dias a compreender que algumas coisas são possíveis e outras não. Se é fácil? Claro que não! Mas nunca nos disseram que crescer seria… O amor, a paciência e persistência é que fazem a diferença!

    E para deixar alguns pais tranquilos… dizer não às crianças é bom e necessário, mesmo que seja para um alimento tão inocente quanto um biscoito. Quando compreendemos que o peso do “não” é dado por nós, pais, e não pela criança, retiramos essa pseudo-culpa dos nossos ombros e, em nosso caso, nossa filha passou a aceitar e lidar muito bem com a limitação.

    Nossa pequena é linda e muito saudável, assim como a Isadora. Ah, e adora todo tipo de fruta, verdura e legume, para nossa alegria 🙂

    Abraços a todos!

    • Carol Bedê disse:

      Nossa Leticia! Que depoimento lindo e importante! Você contribuiu muito com informações para o blog e para as mamães leitoras. Muito obrigada!

  • Alessandra disse:

    A Isadora e uma princesa! Uma crianca que cativa a todos, meiga, carinhosa,educada… Temos fé em Deus que essa alergia um dia passara! Um beijo pra essa familia linda.

  • Ana Paula disse:

    Ola li sobre a Isadora, minha filha Isabelle tambem tem alergia ao leite de vaca, hoje com 02 e 11 meses esta muito difici, Mas acredito muito em Deus que vai curar nossos anjinhos.

  • miriam costa disse:

    oi, minha filha fez 6 meses e fui dar danoninho, o resultado foi, rostinho inchado, coceira no nariz, vômito e garganta quase fechada, a médica da emergência disse que era por ser industrializado, eu jamais imaginaria que seria alergia ao leite de vaca então uma semana depois fui dar um mingau feito com Aptamil e ela teve os mesmos sintomas, chegando na emergência a mesma médica noa atendeu e só então ela disse que era do leite. Poxa minha filha poderia ter morrido, teve que tomar várias injeções para a garganta dela desinchar, ela respirava com muita dificuldade, foi um susto. Ainda não tive a consulta de rotina dela para conversar com o pediatra dela, enquanto isso estamos passando longe de leite.

  • ana paula disse:

    Nossa,,,,to quase surtando aqui,,,meu filho está com alergia ao leite, fui no supermercado….e nao encontrei quase nada pra ele…olholho, mas mas consegui trazer nemhuma bolachina pra ele, pois lemos os rotulos ,mas temos duvidas. por enquanto ta no leite de soja,fiu a uma alegista, achoq vou procurar um gastropediatra. Moro perto de Fortaleza,vou procurar essa loja q vc disse, valeu pela dica.

  • Ola Gente. Nosso Filho, Davi Gabriel Pereira, hoje com 1 ano e 8 meses também sofre com essa alergia desde que nasceu. Procuramos varios pediatras e alergistas, mas esse assunto ainda é discutido no mundo da medicina, (ano passado teve um congresso e varios medicos debateram esse tema) e não se tem nenhum tratamento aprovado pela ANVISA, mas alguns testes ja estão sendo intodruzidos, e analisados, mas isso tudo anda muito devagar pois ela tem tendencia a diminuir conforme o bebe vai amadurecendo seu sistema imunologico. Cheguei a começar um tratamento com introdução de extrato de antígenos, com uma vacina de 0,5 mg no começo para que o corpo fosse se acostumando com essa proteina do leite da vaca, mas além de ser um tratamento caro, sem comprovação da ANVISA, o alergista disse que as vezes só em 3 anos para notar alguma diferença, e pra minha surpresa quando passei a dosagem para o nivel 2 que era de 0,5mg para 1mg presente nesta vacina, meu filho começou a reagir com aquela vacina e sofrer com ela também, onde neste momento procurei uma pessoa que ja tinha testado aquele experimento e disse pra mim que quase matou seu filho fazendo esse experimento, foi onde eu pedi ao meu alergista para que prescrevesse numa receita, tudo o que continha na vacina para saber o que realemente estava dando ao meu filho, e para minha surpresa ele se recusou, disse que era um assunto que ainda era muito discutido e que seu tratamento passava por testes ainda. Procurei outro alergista que me confirmou a mesma coisa e queria que eu continuasse com esse tratamento, mas não obtivera ainda nenhum caso que apresentou algum sucesso, sendo assim desisti e resolvi tocar a vida assim mesmo. Aos pouco fui entendendo melhor esse tipo de alergia, pois o unico metodo eficaz mesmo que prove isso é a reação do bebe que ocorre apos essa introdução de algum alimento que apresente derivado do leite da vaca, ou algum contato com esse tipo de alimento.
    Papais e mamães, meu email é dudueudu@gmail.com, podem me escrever para trocarmos experiencias. Hoje o Davi vive bem, mas só Deus sabe tudo o que ja passamos. Existe muitos alimentos no mercado hoje. A dica é sempre ler os ingredintes, algumas vezes ligar no SAC e sempre a 1 vez deem apenas uma minimo pedaço ou pequena quantidade e observem sua reação por uns 10 minutos. Minha esposa sempre pega e passa no seu rostinho e em 5 minutos se der alergia ja mostra com uma vermelhidão e coceira naquele lugar.
    Hoje meu filho come Chocolate. (compro na http://www.olvebra.com.br) e em alguns supermercados também ja tem) da marca Choco Soy como também da CACAU SHOW, o nome do chocolate é MIAU, chocolate meio amargo sem lactose e sem glutem
    Sorvete (empresa kymyto) sorvete a base de soja sabor de abacaxi e morango
    Iorgute (empresa BATAVO) moro em SC e acho facil na REDE TOP
    tem 3 sabores, Banana com maçã, frutas vermelhas, e pessego
    o nome do iorgute é NATURIS SOJA
    Margarina: BECEL
    Bolacha doce: bolacha de coco da empresa NINFA
    meu filho também como aquele sorvete seco,
    pastem feito com massa caseira ou tem massa no mercado que ele pode comer, mas OBS< não pode colocar caldo de galinha
    Gente poderia trocar inumeras experiencias com voces,
    a agradeço a todos que escrevem suas experiencias pois tem me ajudado muito. Hoje por exemplo estou pesquisando os leites que posso dar para meu filho pois o NAN SOY dobrou de preço do ano passado pra esse ano, eu tentei alguns mais meu filho tem rejeitado.

    Grande Abraço a todos

    Eduardo

  • aline neres disse:

    O blog e muito legal e esclarecedor. Minha filha tem um ano e desde os quatro meses descobri a alergia. E muito difícil achar alimentos que ela possa comer. Agora estou procurando o mingau pra engrossar o leite, todos que vejo tem tracos de leite. GracAs a Deus vi aqui nesse post falando desse vitalon, vou procurar logo. Onde moro nao tem muitas opcoes de produtos que ela possar comer, alem da alergia ao leite ela tbm tem alergia a ovo, tudo praticamente tem esses dois ingredientes. Biscoito ppr exemplo ela so consome aqueles integrais da marca jasmine que nao contem leite nem ovo. Agora ela ta sendo acompanhada por uma alergista e uma gastropediatra. E ter paciencia e confiar em Deus.

  • disse:

    Adorei minha filha tbm tem essa alergia qeria saber mais site sobre o assunto ! 🙂 Deus Existe Beijus

  • viviane caetano serra disse:

    eu tenho 37 anos e nao posso comer nada que tem derivados de leite, tenho uma vaca aqui em casa queria saber se o leite dela e mesma coisa do leite da vaca de caixinha, aguardo resposta

  • tenho uma vaca no meu sitio e tenho alergia a derivados de leite, queria saber se o leite da vaca do meu quintal e o mesmo do leite de vaca de caixinha

  • rita disse:

    oi…
    quando leio historia sobre elegia fico muito triste ,
    pois meu filho pedro monteiro sofre deste 6
    mes de idade ..
    e tao forte que nao pode comer nada ..que vomita e outros cistoma
    passou 15 dia internado em hospital .recebi ate piadas pois mandaram
    eu trazer alimentacao dele de casa .. hoje ele tenhe 4 aninhos e alegia contuia forte…

  • Katia disse:

    Boa tarde ..meu filho tem 1 ano e 3 meses ele tbem tem a APLV, toma o leite Neocate que foi um santo remédio de bom , fizemos exames de alergia mais por causa da idade deu tudo negativo mesmo assim a médica disse que os sintomas descritos são dessa alergia, então gostaria de compartilha com vcs que e mto difícil pra mim e mtooo pra o Arthur sente mta vontade de comer de tudo mais não põe e sofre vendo os irmãos comendo doe meu coração não posso comer nada perto dele pq ele e bom de garfo graças a deus , entoa gostaria se possível que me envia-se receitas de alimentos sem proteína do leite e do leite da vaca , corante..fica mtaaa agradecida..

  • LEILA CAROLINA DA SILVA CRUZ disse:

    Bem, pessoal! Meu filho tem 06 anos e tem ALPV, diagnosticado desde 5 meses. Agora o rast já deu resultado bem próximo do normal, mas nos testes como ingestão e pele, ainda apresenta os sinais. Mas se Deus quiser, a cura está bem próxima. Ele é bem saudável, e se alimenta com produtos naturais, arroz feijao, frutas e sucos naturais e se acostumou a não comer “coisas de vaca”.
    Estamos torcendo por ele. Meu bebezão!!!Apesar da ALPV ele é bem grande e forte e muito inteligente(já lê e escreve desde o início do ano)!!!
    Um abraço a todas as mães!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • wladya pessoa barbosa disse:

    Tenho uma Isadora também com esse problema a lactose não é facil, desde quando nasceu pois fico noite sem dormir devido a coceira que tem quando come algo desse tipo, descobri quando tinha 1 ano e 11mese, comecei a dar o leite de soja e não se deu ficando toda patacada, entrei com neocate advance não é bom estranhando bastante a forma melhor para se dar é um pouquinho desse leite com bolacha agua e sal e um pouquinho de açúcar.o tratamento para sair da crise é o corticoide TOPSON PASSADO PELO PEDIATRA E DERMATOLOGISTA tratamento de 10 dias e remedios anti-alérgicos e melhorando usar ELIDEL(PIMECROLIMOS) SEM EFEITOS COLATERAIS, mais Graças a deus está bem melhor, pois é linda e bem gordinha de se admirar devido não poder comer certos alimentos tento fazer de um tudo para ficar feliz e também ter uma alimentação saudavel, tenho promessas para cumprir com a cura de minha filha. paciência para todas as mães que passam por isso,abraços!!!!!

  • Caroine Pestana disse:

    MEU FILHO GBRIEL TAMBÉM TEM ALERGIA A PROTEINA DO LEITE E A PROTEINA DO OVO. ACABEI DE DESCOBRIR E AINDA TENHO MUITAS DÚVIDAS COM RELAÇÃO A O QUE ELE PODE OU NÃO COMER. PRA COMPLETAR MORO NO INTERIOR E É MUITO DIFICIL ENCONTRAR O LEITE QUE ELE PODE CONSUMIR. OUTRAS COISAS É AINDA MAIS DIFICIL ENCONTRAR AQUI. OBRIGADA A TODAS VOCÊS PELAS DICAS.

  • josilene disse:

    oi também tenho uma Isadora LINDA hoje com 1 aNO E 9 MESES DESDE QUE NASCEU QUE TEM ALERGIA AS PROTEINAS DO LEITE , OVO, E A SOJA QUE PODE DAR ALERGIA CRUZADA.
    ESTA SEMPRE GRIPADA MAIS COM A DIETA RIGOROSA ESTA BEM
    ESTA NA ESCOLA A HORA DO LANCHE QUE E COMPLICADA ,SUCOS DE ALGUMAS FRUTAS
    POIS TEM ALGUMAS POLIALERGICAS COMO MANGA ENTRE OUTRAS; CUIDADO
    PAPINHA DA NESTLE SO DE AMEIXA,ARROZ DOCE ,BATATA DOCE,E UM CARDAPIO MUITO RESTRITO POIS ELA ENXOA COM FACILIDADE ,ELA NAO GOSTA DOS LEITE FORMULADOS QUE AQUI PARA NOS REALMENTE E HORIVEL. CUIDADO O CHOCOLATE DA CACAU OMIAU
    COMTEN SOJA FICO CATANDO NOVIDADES PARA O BEM ESTA DA MINHA PRINCESA TAO LINDA SABIDA ,EU ACREDITO EM DEUS QUE ELA VAI MELHORA BEIJOS

  • Rafaella disse:

    Olha meu filho tem um ano e onze meses e também não pode nem tocar em nada com leite. Mas o pior é que ele também tem alergia a soja. Difícil demais. Ainda amamento e não tenho certeza de quando vou parar. O leite com proteínas hidrolisadas é muito caro, não dá pra mim. Mas graças a Deus ele é saudável e Deus tem me ajudado muito a encontrar receitas e alguns alimentos sem leite e sem soja embora seja muito difícil. A Isadora é linda, que Deus abençoe.

  • Rachel Barbosa disse:

    Agradeço a todas a mamães pelas trocas e mensagens! A alergia continua, mas aprendemos muito nestes 5 anos. Hoje encontramos mais produtos industrializados sem leite e ovo, isso ajuda muito!! Confiamos em Deus e temos esperança da cura da alergia de Isadora! Ela continua linda, inteligente, sapeca e feliz! Um beijo!!

  • Vania disse:

    Preciso de indicação de um pediatra ou gastro pediatra no RJ que cuide de bebês com esse problema. Estou com muita dificuldade em acertar com meu neto de 5 meses. Alguém pode me ajudadar. Aguardo contato em meu e-mail: vdarocha@terra.com.br

  • Jéssica disse:

    Me ajudou muito ler a história da Isadora pq meu bbê tem intolerância a proteína do leite e eu estou fazendo a dieta do leite e seus derivados para poder amamentar ele… Ele so tem um mês de vida.

  • thais gomes disse:

    meu principe Pedro Thales tem 2 meses e ha um mes foi diagnosticados cm APLV tenho sofrido muito… ele comeccou cm uma diarreia verde espumosa muitas colicas seguidas de assaduras como ele so mama estou na dieta + diarreia continua ja leve na Ped. na Gastro e nada de resolver estou tentando consegui o leite Neocate mais a Prefeitura n quiz colabora cm e um direito de todos os portadores procurei o Forum da cidade e entrei com um pedido junto o promotor foi dado 10 dias p a Prefeitura me repassa o leite estou aguardando…. meu bb tem alegia cruzada a cenoura,tomate e pimentao e batata doce… que nois maes de bb aplv consiga nos unir p trocar informacao vou deixa meu num de cel. 0418899339377( Tim) foi um prazer relata 1% de minha historia

  • Leila Carolina da Silva Cruz disse:

    Escrevi aqui em 2012,quando meu filho estava com 04 anos; hoje, com 07 anos, a alergia desapareceu e come tudo o que é derivado de leite de vaca!!!!!!!!!
    Com paciência e fé, conseguimos vencer esta batalha.
    Abraço a todas as mães e bebês

  • Leila Carolina da Silva Cruz disse:

    O s leites especiais que os bebês, com APLV necessitam, fazem parte de um Programa do Ministério da Saúde, que através dos Estados, atendem os bebês; portanto, TODOS OS ESTADOS DEVEM POSSUIR UMA FARMACIA, POPULARMENTE, CHAMADA DE ALTO CUSTO, que tem itens específicos para cada “doença”. Portanto, informem-se em sua cidade, pois estas farmácias, atendem a uma determinada região.
    Espero ter ajudado.

  • Martha disse:

    Boa tarde, descobri que minha filha aos 13 anoa para 14 esta com alegria a leite e avos estou tentando fazer o melhor mais ela já não é muito boa de boca e agora pioro quem esta passando pelo que eu estou mim manda receita ficou muito agradecida

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *