Blog do Jocélio Leal

Empresas de ônibus dizem bancar mudança de trocador para motorista

4484 9

Linha de ônibus em fase de testes que aceita apenas pagamento eletrônico (com vale transporte, bilhete único ou carteirinha de estudante com crédito) começou a funcionar em Fortaleza (Foto: Mateus Dantas – O POVO)

Fortaleza – Em meio aos protestos dos trabalhadores do setor, por conta da implantação das catracas sem cobrador, as empresas associadas ao Sindiônibus ampliarão o programa de financiamento de retirada de CNH aos cobradores que desejarem se tornar motoristas. 

O Sindiônibus diz que a prática já vem sendo adotada há mais de um ano e atualmente o sistema de transporte de Fortaleza já conta com mais de um mil ex-cobradores atuando na função de motorista.

Leia mais sobre os ônibus sem cobrador aqui

A Federação das Empresas de Transporte (Fetrans), via Senat,  também adotou programa voltado para a formação no início deste ano. Foi o primeiro programa de formação de motoristas exclusivo para cobradores, que inclui o custeio total da CNH.  

Segundo o Sindicato, 175 cobradores ingressaram na primeira turma e a previsão é que mais turmas sejam iniciadas em 2019. Não informou quantas.

Em nota, o Sindiônibus nega ter havido demissões em função da implantação do serviço sem cobrador. O sindicato dos trabalhadores, o Sintro, fala em 100 desligamentos, supostamente motivados pelo novo sistema. Leia a versão do Sintro aqui

“O Sindiônibus pesquisou entre suas empresas e não há demissões ocorridas em função do projeto. Há uma rotatividade histórica próxima a 2% na função de cobrador, por questões corriqueiras como funcionários que recebem outra oportunidade ou incompatibilidade com horários e regras”, afirma a nota.

Diz o sindicato dos patrões que o Sintro recusou convite para elaborar um plano comum com o objetivo de buscarmos mais alternativas para ajudar a encontrar novos caminhos para os que hoje são cobradores e que podem vir a deixar a profissão.

Recomendado para você

9 Comentários

  • SAMUEL VIEIRA DA COSTA SILVA disse:

    Isso é palhaçada até parece que vão contratar todos os ex trocadores e colocar mais ônibus então isso e mais uma vez empresários prejudicando nos usuários

  • Francilberto disse:

    Que jornalista chama contador de ônibus de trocado? Afinal de contas em um coletivo de passageiro o que existe uma pessoa cobrando passagens ou alguém trocando dinheiro?

  • Osvaldo disse:

    Uma imoralidade sem tamanho, a injustificada desculpa, por não saber administrar um transporte do povo, são duas gigantescas covardia uma, extinguir uma categoria, a outra é o desrespeito ao código de defesa do consumidor, recusar moeda corrente do país, infringindo também o artigo 43 destacando contravenção penal, tomara que todos que foram prejudicados, movam suas ações na justiça, sem dúvida as empresas são obrigadas a pagar suas respectivas indenizações.

  • Miguel Montessant disse:

    Inevitável. Cobrador em transporte de massa é uma função tipicamente terceiro mundista. E nem faz mais sentido em um mundo que migra para o fim do papel moeda.

  • Anderson Araújo disse:

    “Empresas de ônibus dizem bancar mudança de trocador para motorista” mas não dizem que ele vai ficar trabalhando de 8 meses a um ano como motorista, com a responsabilidade de conduzir um veículo pesado carregando dezenas, centenas de pessoas, cobrando passagem, zelando pelos portadores de necessidades especiais e pelos demais motoristas e recebendo seus vencimentos como cobrador… E aí dele se ele se envolver em um acidente… não vai receber nada… e sob risco de demissão…

  • Roblima disse:

    Que maravilha! Vamos ter mais ônibus à disposição!

  • rangel brasil disse:

    Maldade mandou LEMBRANÇAS. As empresas de ÔNIBUS querem uma DESCULPA para a ENXURRADA de DEMISSÕES dos COBRADORES. Fingindo uma SAÍDA para os COBRADORES terem a CARTEIRA NACIONAL de HABILITAÇÃO financiadas pelas MESMAS. Mas DESEMPREGADOS.

  • joelmo de jesus disse:

    Claro que não idiota!
    Só vão tirar os trabalhadores descartáveis….

  • Paulo Roberto disse:

    O motorista tem que ganhar um percentual por está exercendo duas funções independente se vai ser só bilhete eletrônico ou não , porque é ele
    quem vai segurar os problemas caso o
    Cartão não passe , as empresas estão cometendo um crime de abuso de poder
    quando não pagam ao motorista sobre
    essas duas FUNÇÕES UM ABSURDO

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *