Layout

7º FestOrquídeas prossegue até amanhã, na Casa José de Alencar

A Associação Cearense de Orquidófilos (ACEO) realiza até amanhã, 24,  a  7º FestOrquídeas, evento reúne a exibição e concurso de flores e a realização de palestras e oficinas de cultivo de orquídeas, alertando o público para a necessidade de preservação dos ambientes que abrigam patrimônios naturais.

A participação no FestOrquídeas é gratuita, mas a organização sugere aos visitantes a doação de 1 (um) kg de alimento não perecível ou uma lata de leite em pó.

Para Vera Coelho, presidente da ACEO, a existência de um festival anual, como o FestOrquídeas, reunindo os produtores locais e contando com a visita de produtores de outros Estados, tem estimulado ainda mais o cultivo de orquidáceas.

“As exposições de orquídeas têm tido, como resultado imediato, o ingresso de um bom número de associados. Não hesitaria em afirmar que a maioria dos atuais membros da Associação é formada por pessoas que descobriram as orquídeas ao visitarem nossas exposições, principalmente durante o FestOrquídeas. Elas se encantaram com as flores, assistiram as oficinas de cultivo e perceberam como é fácil cuidar de orquídeas”, afirma Vera. A

As orquídeas expostas concorrem aos já tradicionais troféus Labiata de Ouro, troféu prof. Pedro Ivo Braga de Mérito Botânico e troféu Gerardo Carvalho, nas categorias espécie brasileira, espécie estrangeira, cattelya labiata, híbrido e espécie botânica.

É expressamente proibida a exibição e/ou comercialização de qualquer planta coletada na natureza. O FestOrquídeas abre espaço para discutir o tema, objeto de preocupação das diversas associações de orquidófilos que se multiplicam por quase todo o País. Ítalo Gurgel, jornalista e membro da diretoria da ACEO, lembra, inclusive, a situação da Serra de Uruburetama, no Ceará, berço da Cattleya labiata, e que já perdeu a maior parte de suas matas para dar lugar à plantação de bananeiras.

Seminário de Orquidofilia e Orquidologia-  nesta edição as palestras do Seminário ocorrem hoje, sábado, dia 23, das 14 horas às 17 horas. O tema “Princípios básicos para o cultivo de Cattleyas brasileiras” será apresentado por José Alexandre Maluf (SP), um dos maiores colecionadores do Brasil, com mais de 40 mil orquídeas e já apresentou trabalhos em países como Peru, Venezuela, Estados Unidos e Japão. Já o tema “Conservação de orquídeas: Cattleya granulosa & Cattleya labiata” será ministrado pela engenheira florestal e coordenadora do Projeto Orquídeas do Brasil e Chefe do Orquidário Nacional do Ibama, Lou Cristian Menezes (DF). Fechando a programação de palestras, o mineiro Marcus Vinícius Locatelli irá explanar sobre “Ciências no cultivo de orquídeas”, Locatelli é também engenheiro agrônomo e mestre em Solos e Nutrição de Plantas. Todos os participantes receberão certificado emitido pela Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual do Ceará.

 

Oficinas –  além das palestras, serão oferecidas nove oficinas de cultivo, incluindo não somente orquídeas, mas também de Adenium, Ikebana, Bonsai, mini-jardins e confecção de suportes para vasos. Tudo gratuito, sendo sugerida apenas a doação de 1kg de alimento não perecível. A arrecadação será depois distribuída entre o Instituto Cristo Rei e o Abrigo Tia Júlia, vinculado à Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) por meio do Governo do Estado do Ceará.

Serviço

7ª edição do FestOrquídeas – Festival de Orquídeas de Fortaleza

Data: de 22 a 24 de novembro

Local: Casa de José de Alencar, avenida Washington Soares, nº 6055.

Entrada Gratuita, mas a organização sugere aos visitantes a doação de 1 (um) kg de alimento não perecível ou uma lata de leite em pó.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 2 =