Leituras da Bel

Os poemas de Sara Síntique para o Leituras da Bel

Ilustração: Jéssica Gabrielle Lima

Por Sara Síntique*

A cearense Sara Síntique escreve poemas quinzenalmente para o Leituras da Bel.  Poeta, atriz, performer, mediadora de leituras e educadora, Sara mora em Fortaleza e publicou seu primeiro livro em 2015, pela Editora Substânsia. Leia sobre ele aqui!

Leia os poemas

o prazo o prazo e não há poema e nada do que foi escrito antes é possível porque eu queria poema que coubesse teu corpo num poema teu cansaço acalentado eu queria esse teu silêncio coubesse num poema e poema algum pode com tua existência e eu erroneamente eu insistindo em vão uma palavra uma imagem em vão um canto algo que te salvasse disso tudo e alguém me diz é assim é assim mesmo e nada há a fazer senão abandonar a palavra e entrelaçar urgente e delicada as mãos n’teu cabelo

***

navicular é um nome de um osso do pé um dia alguém me falou ou eu li num jornal enciclopédia não sei mas sei quando massageio teu pé o nome do osso do pé e vejo já não anda mais e vemos quase não se mexe mais e a cor e o inchaço os olhos da gente se olham então retorno ao navicular à aula de biologia à história ao tempo ao tempo à vida ao navicular que agora é de uma dor que eu queria poder apagar com uma palavrinha doce mas não há palavrinha doce (e eu erroneamente eu insistindo em vão) então ponho a encostar os ossinhos das mãos no teu navicular os ossinhos das mãos são carpo metacarpo e falange e são eles se movimentando pele n’pele que te dizem isso que não sei dizer mas os olhos da gente se olham e sabem

***

há sempre um dia para saber que amor não pode ser palavra

e desesperadamente dela ser refém

ou calar

***

Leia mais
Os poemas de Sara Síntique: “vazio, amor”, “natimorto, amor” e “sede, amor”
Os vários corpos de Sara Síntique

*Sara Síntique é poeta, atriz, performer, mediadora de leituras e educadora. Mestra em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), onde também se graduou em Letras Português – Francês. Nasceu em Iguatu (CE), em 1990, e reside em Fortaleza desde 2001. Autora do livro de poesia Corpo Nulo (Editora Substânsia, 2015).
Escreve poemas quinzenalmente para o blog Leituras da Bel.

Recomendado para você