Plínio Bortolotti

Acordo ortográfico poderá ser revisto pelo Brasil

596 2

O acordo ortográfico da língua portuguesa, que mal e mal entrou em vigor – apenas o Brasil o adotou oficialmente – pode sofrer revisão. Vários senadores foram levados a concordar com especialistas, que criticaram o acordo, em audiência pública no Congresso realizada esta semana pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) propôs que o Congresso Nacional autorizasse o governo brasileiro a rever o acordo ortográfico firmado com os demais países de língua portuguesa. [Veja a notícia completa na Agência Senado]

Nada contra a padronização ortográfica, mas o caso é que essa reforma parece ter desgradadado gregos e troianos, quero dizer brasileiros e portugueses. Parece que o negócio não foi debatido com a profundidade necessária.

Recomendado para você

2 Comentários

  • André Teixeira disse:

    detestei a ideia quando falaram nesse acordo, mas já que não teve jeito, tive de aprendê-lo. mas mudar de novo vai virar budega. vários livros, gramáticas e dicionários já se adaptaram ao acordo. outra mudança seria um caos editorial.

  • Cleiton disse:

    O que aconteceu foi que a imprensa fez um grande alarde sobre o acordo, como se ele fosse ser implantado do dia pra noite – como se da virada do ano passado pra 2009 todos as publicações fossem estar obsoletas e ininteligíveis por conta da mudança.

    Se tivessem esperado alguns meses, ouvido especialista – e o que é mais importante – se não tivessem efetivamente encampado a idéia, saberiam que há deficiências na nova forma proposta.

    O que se viu na prática foi o estabelecimento de uma grande gincana pra implementar algo que sempre foi alvo de sérias reservas – principalmente de Portugal.

    Os telejornais brasileiros, no afã de ajudar (quem sabe às editoras a vender livros?) mais uma vez atrapalhou a população.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *