Plínio Bortolotti

Cordel vai combater “laçadores” que fazem vítimas no entorno do Fórum Autran Nunes

Judicael Sudário de Pinho - Fórum Autran Nunes

Esteve visitando O POVO na manhã desta quinta-feira [10/12/2009] o juiz Judicael Sudário de Pinho, diretor do Fórum Autran Nunes [Justiça do Trabalho].

Judicael mostra-se preocupado com os “laçadores”  que rondam as cercanias da Justiça do Trabalho. “Laçadores” são agenciadores de escritórios de advocacia que gravitam em torno do Fórum Autran Nunes e “abordam trabalhadores com promessas fantasiosas para a solução de supostas questões trabalhistas”.

São problemas que, muitas vezes, nem existem, nas relações de trabalho, diz o diretor do Fórum. Mas os “laçadores”  acabam por convencer a pessoa abordada a abrir um processo. “Quem acaba sendo a vítima e perdendo dinheiro é o trabalhador”, diz Judicael, pois os escritórios cobram para inicar as ações.

Para combater o mal, resolveu-se investir em informação, com linguagem acessível ao público que é vítima dos golpes. Para isso será lançado amanhã [11/12], na sede do Fórum, o cordel João Grilo enfrenta laçadores, João Grilode Vidal Santos. O Fórum fica na av. Tristão Gonçalves, 912. O evento será às 7h30min, com a presença do desembargador Antônio Parente, presidente do Tribunal Regional do Trabalho, 7ª Região.

Judicael informa que, no próprio Fórum, há um balcão de informação que pode esclarecer assuntos relativos a questões trabalhistas.

É de se lembrar também que a Justiça do Trabalho é a única que pode ser acionada diretamente pelo interessado, sem a interveniência de um advogado.

Na fotografia: Durante a conversa chegou a professora Eloísa Vidal [diretora da Fundação Demócrito Rocha], que cumprimenta o juiz do trabalho Judicael Sudário de Pinho; eu fiquei no meio. Vê-se ainda Eliéser Rodrigues [assessor do Fórum Autran Nunes] e a repórter Roberta Félix. A foto é de Mauri Melo.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *