Plínio Bortolotti

Depois da ocupação das calçadas, as ruas são novo alvo de infratores

862 6

Trecho da rua João Cordeiro privatiza (clique para ampliar)

Os leitores voltaram a colaborar com a seção “Fortaleza, terra de ninguém”.

Pela amostra, parece que a nova moda agora, além da ocupação das calçadas, é tomar conta também das ruas, como se propriedade particular fosse.

Foto

A foto foi enviada por Gabriel Ramalho [@gabsramalho], mostrando que um prédio, na rua João Cordeiro (entre a av. Santos Dumont e a rua Costa Barros) usa cones para privatizar um trecho da rua que fica em frente ao edifício.

Hotel

A outra colaboração vem de Ian Gomes [Iangomes09]dizendo ter ficado “exatos 17 minutos”, juntamente com dezenas de outros motoristas, esperando um caminhão descarregar mercadorias pela entrada dos fundos do hotel Gran Marquise, na rua Senador Machado (paralela com a av. Beira Mar).

Estacionamento

Escreve ela: “Caminhões e carros usam a calçada como estacionamento, alguns chegando ao cúmulo de estacionar no meio da rua, impedindo qualquer um de passar naquela tão estreita via. O mais agravante é mostrar que o hotel Gran Marquise usa a rua como garagem do hotel, e os moradores, que precisam se deslocar para o trabalho, não sabem mais a quem apelar”.

Por fim ela faz um apelo veemente para que a AMC “dê uma passadinha” na rua.

Recomendado para você

6 Comentários

  • MmauricaoLima disse:

    O negocio êh passar em frente desse prédio e fazer um strike nos Cones. Tolerância zero.

  • Pedro Vicente disse:

    Isso é muito comum em Fortaleza e regiões Metropolitanas…
    Vá na Rua Rio Negro, KM4 da Mr. Hull, nos condomínios da Prevcon…
    Barracas de DVD pirata, bares com música o vivo, cones e cavaletes tomam conta de calçadas e da rua (estreita), impedindo a boa convivência, a paz para os moradores, além de impossibilitar o trânsito normal.
    Fortaleza está entregue às baratas, onde motoqueiros, topiqueiros e motoristas andam pelas calçadas, sem capacete, cinto… todos fazem o que querem e nenhuma autoridade resolve NADA.

  • Bosco disse:

    O Superintendente da AMC deve ser um sujeito molenga que adora passar o dia sentado lendo o orkut.

  • Feiotsa disse:

    Plínio, há dúvidas em relação à foto apresentada. Pode ser uma forma de evitar o estacionamento de veículos que, certamente, podem impedir a visão de alguém que tentar passar por uma via perpendicular. Ou não?

    • Plínio Bortolotti disse:

      Caro Feitosa,

      Me parece que não, mas pode ser também que o prédio esteja se defendendo de estacionamento sobre a calçada. Do jeito que as coisas vão em Fortaleza, uma terra que a engenharia de trânsito equivale a uma galáxia distante, os moradores seguem a regra: “Em tempo de murici, cada um por si. O que é péssimo para todo mundo. Vou passar um Twitter para Gabriel Ramalho, que me enviou a fato, para ver se ele quer dizer diz alguma coisa.

      Agradeço o comentário,
      Plínio

  • Gabriel Ramalho disse:

    Olá Feitosa,
    Sobre a foto em questão, não creio ser medida para evitar impedir a visão de alguém que tente vir na via perpendicular. O prédio fotografado fica no meio do quarteirão, não próximo à esquina.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *