Política

Após assassinato de candidato, deputado pede reforço policial em Aiuaba

Deputado pede que PM garanta segurança da eleição (Foto: Reprodução/Facebook)

Deputado pede que PM garanta segurança da eleição (Foto: Reprodução/Facebook)

Um dia após o assassinato de um vereador em Aiuaba, nos Inhamuns, o deputado Audic Mota (PMDB) pediu à Justiça Eleitoral que decrete o envio de reforço policial ao Município. Segundo o parlamentar, a ação é necessária para garantir a segurança da eleição da cidade.

No último sábado, o vereador e candidato à reeleieção José Vilmar, 58, foi assassinado com cinco tiros após participar de uma carreata no distrito de São Nicolau. Poucas horas após o crime, o filho de José Valmir também foi preso, acusado de ter cometido um homicídio para vingar a morte do pai.

Em ofício assinado neste domingo, Audic pede o envio de reforço policial a Aiuaba, que permaneceria na cidade até o fim do pleito eleitoral. Não é o primeiro crime do tipo no Município: em 1972, o líder político Armando Feitosa também causou comoção ao ser assassinado após comício.

Neste fim de semana, também foi registrado outro episódio de violência no Estado relacionado ao período eleitoral. Em Icó, um militante foi baleado durante um suposto atentado, após três casas serem atingidas por tiros. Uma das residências era do candidato a prefeito Gliobel Correia Neto (PV).

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *