Política

Justiça proíbe inserção de Wagner que chama Eunício de presidente do Senado

464 4
Eunício participa de campanha de Capitão Wagner (Foto: Reprodução / Facebook)

Eunício participa de campanha de Capitão Wagner (Foto: Reprodução / Facebook)

A Justiça Eleitoral proibiu veiculação de inserção de Capitão Wagner (PR) no rádio que apresenta o senador Eunício Oliveira (PMDB), aliado do candidato, de “presidente do Senado”.

A decisão foi tomada em tutela de urgência, foi assinada pelo juiz  da 1ª Zona Eleitoral, Francisco Jaime Medeiros Neto. No documento, ele afirma que “a propaganda eleitoral contém informação sabidamente inverídica ao atribuir a apoiador do candidato da coligação representada condição que o mesmo não ostenta, in casu, ao apontar o senador Eunício Oliveira como Presidente do Senado da República, posição ocupada por outrem”.

“Os contornos, pois, de irregularidades, da propaganda em combate são bem visíveis”, diz, ainda, o texto. Francisco Jaime Medeiros Neto já deferiu o pedido de liminar e mandou notificar as emissoras sobre a decisão. Wagner tem até 24 horas para apresentar defesa.

Vicente Aquino, advogado de Wagner, afirmou “é a propaganda da coligação que chama (Eunício de presidente do Senado), não é o Wagner que chama”. De acordo com ele, “deve ter sido um erro da produção do programa”.

Atualmente, Renan Calheiros (PMDB-AL) é o presidente da Casa. Eunício, no entanto, já foi cotado como possível sucessor.

Recomendado para você