Política

Larissa Gaspar vai presidir comissão dos direitos humanos na Câmara Municipal

A vereadora vai presidir a comissão dos direitos humanos.

A vereadora vai presidir a comissão dos direitos humanos.

A presidência da comissão dos direitos humanos na Câmara Municipal de Fortaleza (CMF) vai ficar no comando da vereadora Larissa Gaspar (PPL), que integra a base aliada do prefeito Roberto Cláudio (PDT). Grupos ligados à pauta protestavam contra a possibilidade do vereador Márcio Martins (PR) ocupar o posto. Ele vai assumir a comissão de cultura.

“A comissão é de fundamental importância para garantir os direitos fundamentais, liberdades individuais e coletivas, respeito aos direitos sociais, culturais conquistados com tanto suor. A gente espera fazer um trabalho dialogado com os movimentos sociais como temos feito com o mandato”, disse ao Blog a vereadora.

A parlamentar não crê que seu nome seja alvo de críticas de entidades organizadas. “Eu acredito que meu nome pode ser bem aceito por eu vir dessa perspectiva. Já fiz parte de iniciativas e movimentos que dialogam com direitos humanos e a minha militância política vem de movimentos de mulheres, da juventude, da defesa da pauta LGBT, entre outros temas”, afirmou.

O anúncio das definições de todas as comissões ocorreu na reunião de líderes realizada na tarde desta terça-feira, 7, na sede da Câmara. De acordo com os vereadores que participaram do encontro, não houve divergências de nomes ou de partidos que presidiriam as demais comissões.

Frente LGBT

Antes da reunião que definiu o acordo para as presidências, a vereadora teve requerimento aprovado na Câmara para a criação de uma Frente Parlamentar em Defesa da Cidadania LGBT. A Frente Parlamentar deverá “fomentar ações de promoção da cidadania e respeito às diversidades, além de dar visibilidade política à luta do segmento pela igualdade de direitos”.

A parlamentar diz que é crescente a chamada LGBTfobia no País. “O ano de 2016 trouxe o maior número de assassinatos de LGBT, mais de 340 mortes, segundo dados preliminares do Grupo Gay da Bahia”, disse.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *