Política

PT rejeita candidatura própria de Marília Arraes e mantém acordo com PSB

Vereadora Marília Arraes, Lula e o senador Humberto Costa (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)

 

Por 59 votos favoráveis e 28 contra, o diretório nacional do PT acaba de derrubar o recurso a favor da candidatura própria da vereadora Marília Arraes ao Governo de Pernambuco.

A decisão preserva o acordo feito entre as cúpulas de PT e PSB segundo o qual as duas siglas se comprometem com apoio mútuo para estas eleições em quatro estados, entre eles Pernambuco, onde petistas devem chancelar a reeleição do atual governador Paulo Câmara (PSB). Em  Minas Gerais,  por sua vez, o PSB retirou, na última quarta-feira, 1º, a candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda.

Contrariando decisão da executiva nacional petista, o diretório do partido em Pernambuco manteve ontem a indicação do nome de Marília na corrida contra Câmara.

A candidatura própria foi a tese vencedora em encontro de tática eleitoral da legenda realizado em Recife. Por ampla maioria, a parlamentar, que é neta de Miguel Arraes e prima do ex-governador Eduardo Campos, ganhou a queda de braço.

Hoje, o PT nacional pôs então em votação recurso apresentado por dez dirigentes petistas contra a aliança feita com o PSB. Entre os signatários do documento, está a deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins. Ex-vereadora, Luizianne foi candidata à Prefeitura contra a determinação do próprio partido nas eleições de 2005, vencidas por ela.

Agora, a vereadora do Recife pode recorrer ainda ao encontro nacional do PT, amanhã, em São Paulo.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *