Política

Bolsonaro assina medida provisória que mantém servidores nos quadros da DPU

(Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória nesta tarde mantendo nos quadros da Defensoria Pública da União (DPU) 819 servidores que haviam sido requisitados pelo Poder Executivo Federal.

A assinatura da MP foi feita durante cerimônia de comemorações dos 200 dias de governo.

A decisão preserva o funcionamento integral das unidades da DPU no interior do País. No Ceará, havia risco de fechamento do escritório da Defensoria em Sobral.

Ao todo, os servidores requisitados representam 2/3 de todo o quadro da DPU.

A data para que esses servidores retomassem seus postos em outros setores da administração federal era 27 de julho.

A saída desses funcionários estava prevista na lei 13.328/2016, que fixou prazo de três anos para a devolução.