Política

Tomada de três pinos entra na mira das reformas de Bolsonaro

11098 9

Tomada de três pinos é padrão no País desde 2011 (Foto: Divulgação/Agência Brasil)

Poucos meses após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciar o fim do horário de verão e da obrigatoriedade do uso de cadeirinhas infantis nos automóveis, chegou a vez agora de a famigerada tomada de três pinos entrar “na mira” das reformas do governo. A informação é do Valor Econômico.

Segundo o jornal, o governo já prepara norma para revogar o uso compulsório da tomada, conhecida entre assessores do governo como a “tomada do PT”. O padrão, que é norma desde 2011, é criticado pelo assessor internacional da Presidência, Filipe Garcia Martins, e pelo secretário especial de Produtividade Competitividade, Carlos Alexandre da Costa.

A mudança, no entanto, ainda esbarra na resistência de técnicos. Segundo o Valor, uma análise encomendada pelo próprio governo ao Inmetro teria obtido resposta desfavorável a mais uma substituição de plugues e tomadas no País. O governo, no entanto, deve insistir na medida, defendida há anos pelo próprio presidente.

Entre defensores da mudança, estão argumentos como o de que a adoção do modelo atual dificulta a chegada de equipamento elétricos importados e aumenta os custos de adaptação. Do outro lado, está a tese de que a tomada de três pinos possui maior eficiência energética e maior segurança de uso.

Polêmica há anos, a tomada de três pinos já foi objeto de tiração de sarro até do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com o governo do PT. Segundo Ciro, a mudança no padrão foi “a única reforma” proposta pelos governos Lula e Dilma Rousseff no País.

Recomendado para você

9 Comentários

  • André Falcão disse:

    Horário de Verão e tomada de três pinos: São estas as prioridades do Governo Bolsonaro?

  • Runaldo Formentin Gomes disse:

    Que jornal ridículo, até em matérias nada haver, querem botar o louco do Ciro de qualquer forma. Jornal comprado! melhor coisa que fizemos lá em casa foi ter cancelado a assinatura de vocês.

  • nehemias cordeiro disse:

    TANTA COISA PRA SE PREOCUPAR E ESSE ANALFABETO FUNCIONAL, TRAVESTIDO PRESIDENTE… VEM SE PREOCUPAR COM TOMADA DE TRÊS PINOS?
    REALMENTE É UM GOVERNO DE MULAS MANCAS

  • Darcy Nogueira disse:

    Qualquer país que preste tem um padrão de tomadas e pinos, e esse padrão especifica tomadas com terra e sem terra. Quem viaja conhece o padrão de Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Suíça, Argentina, só para mencionar os que são diferentes entre si. O Brasil não tinha um padrão. Criaram um, e não vou discutir seu mérito. O que vai fazer o presidente voluntarioso? Vamos ficar sem um padrão? Tornar o padrão facultativo!? Inventar um outro? Adotar o de algum outro país como fazem Portugal, Espanha, Irlanda, Croácia?

    Agora, que muita gente já gastou dinheiro com o padrão existente, é muita falta do que fazer.

  • Alberto t disse:

    Eita jornaleco de meia tijela prá escrever besteira.

  • Sérgio Oliveira disse:

    O padrão de tomada de três pinos adotado no Brasil é o mesmo da Suíça. Vários países adotaram outros modelos, mas todos com fase, neutro e aterramento. Trata-se de segurança (impede que a criança seja eletrocutada ao puxar um plugue colocando o dedo entre os pinos (parte do plugue fica embutido). Também evita choques por falta de aterramento e melhora a eficiência energética. É graças à instalação com aterramento em todas as tomadas que o disjuntor do tipo DR salva muitas vidas ao disparar ao menor sinal de anormalidade (inclusive choque elétrico acidental). Enfim, não se trata de assunto banal e não se pode politizar uma questão dessas.

  • Antonio filho disse:

    Presidente, vai trabalhar!
    O país tá parado e Vossa Excelência tá procurando pêlo em ovo.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 2 =