Política

Eduardo Girão diz que Bolsonaro erra ao ameaçar repórter, mas destaca que jornalistas também se excedem

(Foto: Reprodução)

O senador cearense Eduardo Girão (Podemos) disse nesta terça-feira, 25, no Debates do Povo, na Rádio O POVO CBN, que Jair Bolsonaro (sem partido) erra ao ameaçar com uma “porrada na boca” o repórter Daniel Gullino, do O Globo, que o questionou sobre depósitos do ex-assessor Fábrico Queiroz na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro, totalizando R$ 89 mil. Na mesma resposta aos entrevistadores Marcos Tardin e Guálter George, o congressista lembrou em tom de comparação que jornalistas também se excedem. Para ilustrar o argumento, citou o colunista da Folha de S. Paulo Hélio Schwartsman, que em 7 de julho assinou o texto “Por que torço para que Bolsonaro morra”.

Leia no O POVO+ o ponto de vista do jornalista Guálter George: “É o caso de ‘encher a boca’ dele de democracia”

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *