Política

Roseno critica desigualdade na distribuição do tempo de propaganda eleitoral nas eleições 2020

Foto: Aurélio Alves

Questionado sobre início de período de propaganda eleitoral no Rádio e na TV, o candidato do PSOL à Prefeitura de Fortaleza nas eleições 2020, Renato Roseno, criticou o atual modelo de divisão do tempo que “beneficia candidaturas com grandes coligações”, pela representação na Câmara Federal, e “esmaga” as menores. “Nós somos completamente contrários a essas assimetrias que criam uma desproporcionalidade”, afirmou durante evento de campanha realizado na manhã deste domingo, 4 de outubro, na avenida Santos Dumont.

“Por isso que para nós é importante a criatividade, estar aqui (nas ruas) e nas redes sociais. Aqui não tem ninguém contratado, são militantes, eu posso apontar para aquela pessoa e te dizer quem ela é: ‘é um professor, aquele é um secretário e ali um biólogo’. Para nós, a única forma de compensar isso (a desproporcionalidade) é por meio de militância”.

A propaganda eleitoral nestes veículos inicia-se no próximo dia 9 de outubro. Na prática, Roseno citou que deve ter 18 segundos disponíveis para propaganda.

Com informações da repórter Rose Serafim

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *