Política

Candidatos que promoverem aglomeração em atos de campanha poderão ter registro de candidatura cassado

Foto: Thais Mesquita

Durante coletiva de imprensa promovida pelo Ministério Público do Ceará, o procurador-geral de Justiça do Ceará, Manuel Pinheiro, informou que o órgão vai recomendar ação por abuso de poder econômico e político contra candidatos que reincidem em promover atos de aglomeração durante campanha eleitoral. Pinheiro revela preocupação com candidatos mais abastados, que mesmo sofrendo multas pelos atos desrespeitosos as normas sanitárias, ainda insistem em promover novas ações já que podem arcar com as multas. “A disputa eleitoral também tem suas regras, não é um vale-tudo”, ressaltou. Ele ainda julga que atos promovidos por políticos dão margem para o descontrole das normas sanitárias estabelecidas”.

Texto da repórter Rose Serafim.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *