Política

Oposição questiona permanência de Arialdo Pinho na Secretaria do Turismo

Senador Eduardo Girão (Foto: Divulgação)

O senador Eduardo Girão (Podemos) e o deputado federal Capitão Wagner (Pros) questionaram nesta quinta-feira, 3, a permanência de Arialdo Pinho à frente da Secretaria do Turismo do Governo do Estado.

Arialdo foi alvo da operação “Onzenário”, da Polícia Federal, que apura suposto esquema de fraude com empréstimos consignados entre 2008 e 2014, período em que desempenhou função de chefe da Casa Civil do então governador Cid Gomes (PDT).

O ex-genro do secretário foi preso. Carros de luxo, aparelhos telefônicos e outros objetos de valor foram apreendidos.

A ação cumpriu 26 mandados de busca e apreensão, 17 deles no Ceará, oito em São Paulo (SP) e um em Salvador (BA). Também foram executados quatro mandados de prisão temporária.

Pelas redes sociais, Girão escreveu: “Insistir em manter no cargo secretário investigado por corrupção, bem como criticar ações da PF que acusam propina da JBS com o dinheiro suado do cearense, não são atitudes que se espera de um governo”.

Aliado do senador, Wagner também se manifestou: “Arialdo Pinho envolvido em escândalo dos empréstimos consignados, que gerou desviou de 600 milhões de reais dos servidores públicos estaduais, deve ser afastado do Governo @CamiloSantanaCE ou mantido?”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *