Política

“Capitão Wagner teve extraordinária vitória política”, diz Guimarães

231 5

Deputado federal pelo PT, José Guimarães disse nesta quarta-feira, 2, em sessão na Câmara, que o também deputado Capitão Wagner (Pros) teve “uma extraordinária vitória política” na disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

“É claro que o Capitão Wagner, que perdeu a eleição em Fortaleza, teve uma extraordinária vitória política. Perdeu a eleição, que, aliás, as pesquisas diziam que perdia com mais de 20% dos votos”, afirmou o petista.

Guimarães então questionou o resultado da pesquisa Ibope divulgada na véspera do segundo turno na capital cearense. “Vejam, esse Ibope e esses institutos de pesquisa fazem muito mal à democracia”, criticou.

O deputado concluiu: “Tem uma cidade do meu estado, Caucaia, onde teve segundo turno, na véspera o Ibope deu que o candidato do PSD ganharia com 21%. Perdeu”.

No segundo turno em Fortaleza, o PT apoiou José Sarto (PDT), adversário de Wagner na corrida. O pedetista se elegeu com 51,69% dos votos contra 48,31% do republicano – uma diferença de 3,38 pontos percentuais.

Candidata da legenda em 2020, a deputada federal Luizianne Lins não se manifestou no processo.

5 Comentários

  • Celso Muniz disse:

    Realmente, uma grande vitória política, em 2016, perdeu por 4% para Roberto Claudio, em 2020, perdeu por 4% para Sarto, tendo o maior investimento das campanhas. Se continuar assim, a mim me parece que ele deve ser capitão da cavalaria paraguaia.

  • SERGIO CARVALHO disse:

    Esse análise são muitos pobres, dizer que uma pesquisa está furada e não analisar é simplificar os fatos. Em Caucaia os institutos de pesquisas não tinha como adivinhar que o irmão e os secretários do candidato derrotado seriam presos como um dinheiro e as redes sociais divulgam em segundos, já em Fortaleza a abstenção, votos nulos e brancos foram expressivos, qual motivo??? Pandemia, candidatos que não satisfaziam a expectativa dos eleitores ou a própria pesquisa que a pontava uma vitória tranquila fez que eleitores não fossem si arriscarem nas filas de votação, até porque os eleitores simpáticos a Sarto são os que comungam mais com as ideias cientificas da pandemia. Será que teve vitoriosos, será que a pesquisa falhou tanto si colocamos as margens de erro e pandemia. Pobre analise.

  • Daniel holanda disse:

    Fica difícil de avaliar as pesquisas. Elas usam método científico. Porém, estamos em ano atípico devido a pandemia. Nao sei se consideraram a totalidade de eleitores ou se as abstenções entravam nos dados. Pq, diante da covid e das campanhas para as pessoas terem NOJO da política e não votar, o candidato abstenção tem recebido desde o 2018 uma quantidade de votos semelhante a dos demais cadidatos.
    Penso que deve ser reavaliado o tempo de campanha. Num período de pandemia, onde era para ser TODA virtual, tivemos 1.5 mês e com inserções de 10 min por programa eleitoral. Não vejo isso como democrático. Os candidatos ficam prejudicados sem poder oferecer mais informações aos eleitores. TB estranhei mto a demora do TRE em proibir os abusos da campanha durante a covid. Foi só um candidato pontuar vem que. Agiram. Acho que isso deve ser considerado e investigado. Enfim, vamos lembrar que os números não erraram no primeiro turno em Fortaleza e, em várias cidades, não erraram no segundo turno.

  • Amaury Feitosa disse:

    É fraude mesmo é sob cumplicidade da imprensa e o deputado sabe disto .. crimes claros que ficarão impunes.

  • Nicodemus disse:

    O resultado foi o esperado,no seu aspecto geral.O Capitão perdeu.Por muito ou,por pouco não se elegeu.Toda eleição é única.Se fizer uma eleição,agora o resultado é outro.Sou a favor de alternâncias no poder porém,uma coisa que se possa ver ,razoável. O Capitão tem um discurso muito forte,punitivo e arrogante.Democracia,gente é regime de maioria e tolerância.De briga e desaforos é a ditadura.O capitão,pelo visto,tá mais pra ditador.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *