Política

Guimarães apresenta projeto para prorrogar auxílio emergencial por mais quatro meses

528 6

O líder da Minoria da Câmara dos Deputados, deputado federal José Guimarães (PT), apresentou projeto para prolongar o auxílio emergencial de R$ 600 por mais quatro meses. A proposta prevê que a alteração no calendário de pagamentos já aconteça em janeiro. Guimarães defende a adoção permanente de um modelo de renda mínima para os informais. “Ainda estamos em pandemia. Não há previsão de vacinação, tampouco de retomada da economia. O auxílio ganha ainda mais importância com o aumento desenfreado do desemprego, que já atinge 14,1 milhões de brasileiros”, afirmou por meio da assessoria.

Acompanhe o Blog Política 

Recomendado para você

6 Comentários

  • Roberto Charles de Freitas Braga disse:

    Logo quem. Kkkkk

  • Julio Cesar Bittencourt disse:

    Boa noite!! Concordo perfeitamente com o deputado José Guimarães pois o auxílio emergencial é de suma importância nestes momentos difíceis como afirmou para os informais e também o crescente número de desempregados e se possível voltar o valor anterior de R$600,00 será uma ajuda para as famílias que já estão passando por grandes dificuldades financeiras!!

  • Rejane Cavalcante Fontenele disse:

    José Guimarães nova esperança do povo brasileiro. DEUS te ilumine, você e sua família 1❤ #Auxilio 600#

  • Maria eliana disse:

    Esse Guimarães e o que foi pego com os dolares na cueca,nunca foi preso e nem investigado pela PF.Que moral tem ele em dizer o que o Presidente tem de fazer? que esse parasita fez pelo Ceará e pelo país?Nada.So mamando o dinheiro do povo.

  • Amyr Gf disse:

    Por que o capitão cueca não fez isto wusndovseu bsndo estava no poder? Hipócritas.

  • OSVALDO CHAGAS DE JESUS disse:

    O que eu posso dizer é que se vocês deputados conseguirem a prorrogação do Auxílio Emergencial vai ser uma Vitória muito grande para nós pois tem 62 anos e estou desemprego, e só assim podemos almoçar.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *