Política

CCJ da Câmara aprova templos e igrejas como “atividades essenciais” em Fortaleza

335 6

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal aprovou agora há pouco projeto do vereador pastor Ronaldo Martins (Republicanos) que estabelece igrejas e templos religiosos como atividades essenciais em período de calamidade pública. A medida ainda precisa de aprovação do plenário da Casa, mas pode abrir caminho para funcionamento sem restrições de missas e cultos evangélicos mesmo diante de medidas de isolamento social impostas pela Prefeitura de Fortaleza ou Governo do Estado. Desde a eleição do ano passado, religiosos têm se queixado das restrições, acusando o ex-prefeito Roberto Cláudio (PDT) de “perseguir” igrejas no município.

Recomendado para você

6 Comentários

  • Florêncio Flávio fontenele Martins disse:

    É essencial ao bolso deles, isso é um caso verdadeiro de legislar em causa própria, um Vereador pastor da Igreja Universal S/A, enviar um projeto desses, essa empresa só quer saber de dinheiro

  • Ana disse:

    Quanta falta de consciência verdadeiramente cristã! E vindo de um Pastor e representante do povo…lamentável… Deus não precisa de dinheiro, já pararam pra pensar? As pessoas estão sem dinheiro pra comer…

  • Ana disse:

    Sou evangélica, no entanto acho que os templos religiosos, nesse momento, deveriam se submeter às restrições impostas, tendo em vista que as grandes igrejas, principalmente, geram aglomeração concentrando grande números de pessoas em espaço fechado.

  • Lourdinha Aguiar disse:

    Acho que os templos religiosos tem obedecido os decretos do nosso governador.

  • DIANA ALENCAR disse:

    Eu acho que não sei não onde estou… O Estado LAICO não existe mais? Que absurdo!

  • Maria Luiza disse:

    Amém. Tempos e igrejas são essenciais nesse momento de desgraça. Deus acima de tudo. Precisamos muito está na precensa de Deus nesse momento.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *