Radar do Comércio

Fecomércio 72 anos: programa de educação abre portas para jovens cearenses

Thauan Ícaro de perfil, ex-aluno de curso do sistema Fecomércio

Ex-aluno do curso gratuito de Pré-vestibular, Thauan Ícaro foi o primeiro da sua família a conseguir aprovação em uma universidade pública (Imagem: acervo pessoal)

Mais de 500 mil pessoas participaram de ações educativas do Sesc Ceará somente no último ano

“Contribuir com o desenvolvimento humano, a justiça social e melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e de seus dependentes”. Há 72 anos, essa é umas das principais diretrizes no trabalho do Sesc, o braço social do Sistema Fecomércio.

Na área de Educação, isso significa que mais de 544 mil pessoas foram contemplados pelo Sesc de 2019 a 2020, desde alunos matriculados no ensino formal das escolas, ao público externo atendido em campanhas educativas

Na preparação de estudantes para o ingresso na universidade, 830 vagas foram ofertadas apenas neste ano. Estes cursos gratuitos têm sido uma porta de entrada para jovens cearenses alcançarem o sonho de entrar no ensino superior.

Em 2019, foi a vez de Thauan Ícaro Viana Mesquita entrar em uma das turmas de pré-vestibular do Sesc em Fortaleza. Quando terminou o Ensino Médio, ele tinha duas opções a seguir: “Eu tinha que arranjar um emprego ou ir atrás de cursinho, mas eu queria entrar na faculdade”, diz o garoto de 19 anos.

LEIA MAIS | Programa Senac Comércio é lançado com 110 novos cursos

O convite para estudar para o Enem com os professores do Sesc veio de um amigo e, quando viu nos jornais a notícia sobre as matrículas, foi de sua casa no bairro Jóquei Clube até a Escola Educar Sesc, percurso que repetiria ao longo do ano inteiro.

A opção por continuar a estudar exigiu sacrifícios, mas encontrava inspiração nos educadores e persistiu em seu objetivo de cursar Letras Português/Inglês na UFC. “Quando cheguei no Sesc, minha paixão por linguagens aumentou muito, porque eu conheci os professores de lá e fiquei muito amigo deles. Os professores eram muito solícitos, o Sesc nunca deixou faltar nada, as atividades extracurriculares eram incríveis, sempre aprendi bastante lá”, lembra ele. Além das aulas, as viagens de campo a museus lhe traziam novos conhecimentos e experiências.

Durante todo ano passado, ele dividiu seu tempo entre as aulas, o estudo em casa e a busca por emprego. Junto aos trinta alunos de sua turma, encarava a preparação para o Enem com compromisso e dedicação, o resultado do veio no Sisu de 2020 e com ele a certeza de ter feito a escolha correta para o seu futuro.

“Quando eu abri o site e vi que eu estava aprovado, foi uma sensação que eu não sei explicar: gratidão e felicidade imensa. A quem deseja isso, só tenho a dizer que continue”. Outros colegas do cursinho pré-vestibular do Sesc também conseguiram a aprovação e alguns até estudam junto com Thauan na UFC.

O jovem que mora com a mãe e com a tia hoje pode orgulhar-se: “eu sou o primeiro da minha família a entrar na universidade pública”.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =