Radar do Comércio

Setor de serviços financeiros pode ganhar conselho empresarial

conselho empresarial: na imagem, pessoa do mundo de negócios debatendo assunto em uma sala

Uma Câmara Setorial ou um Conselho Empresarial são formados por empresas de mesmo segmento e de interesse setorial, deliberando assuntos importantes para a categoria. (Foto: Pexels)

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) iniciou, na última quinta-feira (23), os diálogos para a criação de um Conselho Empresarial de Serviços Financeiros. O tema fez parte da agenda do presidente em exercício Cid Alves, que recebeu Geldo Machado, presidente do Sindicato das Sociedades de Fomento Mercantil dos Estados do Ceará, Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte (Sinfac), num aceno ao segmento que vem se destacando nos últimos anos. 

Câmaras Setoriais ou Conselhos Empresariais são formados por empresas de mesmo segmento e de interesse setorial, deliberando assuntos importantes para a categoria, como no caso da proposta levada pelo Sinfac. As empresas representadas pelo sindicato vão de bancos e fundo de recebíveis a fintechs e empresas de crédito. 

“A Fecomércio tem uma grande abrangência, além de uma série de serviços prestados ao nosso Estado. Nós, como sindicato, já deveríamos ter a Federação como parceira. Agora, temos uma oportunidade de trabalharmos juntos”, contou Geldo Machado. 

Os Conselhos Empresariais se reúnem nas dependências da Fecomércio, se beneficiam da estrutura, do corpo jurídico, do Sistema e dos benefícios do Sesc, Senac e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC). 

Atualmente, existem quatro Conselhos Empresariais em atividades: Turismo e Hospitalidade; Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento; Políticas Públicas e Tributação e o Conselho Empresarial de Alimentos. “Passado o período de pandemia, a Fecomércio, com seus Conselhos Empresariais, está retomando os trabalhos. A volta da normalidade é para todos, dos conselhos formados àqueles que ainda vão ser. Estamos voltando com naturalidade e normalidade em prol do desenvolvimento da categoria do comércio do estado do Ceará”, explica o presidente da Fecomércio Ceará, Cid Alves.

LEIA MAIS | Circuito Sesc Junino acontece em 11 cidades em junho e julho

Recomendado para você