Respirando Música

Entrevista com Alexandre Carlo, vocalista do Natiruts.

 

Como vocês sabem, amanhã vai rolar um super festival aqui em Fortaleza. One Drop Festival, que traz atrações maravilhosas: Natiruts, Mat. McHugh (The Beautiful Girls), Katchafire (direto da Nova Zelândia) e Forfun.

Natiruts, a queridinha do reggae brasileiro <3 , está de volta! Com seus recados conscientes, suas músicas cheias de amor e de energia. Nas letras também estão a busca por soluções dos problemas sociais e o pedido por paz, em compassos leves e dançantes que conectam a razão e a emoção.
No embalo do Festival, Alexandre Carlo, vocalista, guitarrista e compositor do Natiruts, concedeu uma entrevista bem bacana pra nós do Respirando Música! Confira:

 

O público do Natiruts é muito fiel, qual o segredo pra continuar encantando tantos fãs?
Alexandre: Não sei o segredo. O que posso afirmar é que ninguém faz sucesso sem trabalhar muito!

Quais as principais influências do Natiruts?
Alexandre: Acho que a música em geral. Mas o caminho para a sonoridade que temos hoje foi aprendida nos discos de Bob Marley.

Qual foi a maior dificuldade da carreira de vocês até hoje? 
Alexandre: A maior dificuldade é a falta de apoio à cultura e a altíssima carga de impostos do nosso país, que muitas vezes impossibilita projetos como shows , dvds, cds. Não só para o Natiruts ou para os músicos mas para qualquer trabalhador brasileiro.

É difícil cantar reggae no Brasil? Que dicas vocês dão para os iniciantes?
Alexandre: É difícil qualquer coisa no Brasil. Vivemos num país sem justiça, onde ser “esperto” é uma vantagem e ser honesto é ser idiota. Mas acredito que a explosão que ocorreu nas primeiras manifestações indicou uma vontade de quebrar paradigmas.
Para os iniciantes acho que o legal é tentar ser o mais autêntico possível. Isso faz a diferença!

Qual das suas músicas te emociona mais quando você vai cantar no palco?
Alexandre: Músicas são como filhos , cada um com sua beleza e sua personalidade.

A página no Natiruts no facebook tem mais de 1 milhão de fãs. Qual a relação da banda com a internet e como vocês veem a relação músico/internet hoje em dia?
Alexandre: É uma relação normal… Não gostamos de passar uma ideia de que todos os problemas das pessoas serão resolvidos na frente do computador. Mas eu que já fui estudante de Ciência da Computação acho incrível o poder de comunicação que a tecnologia nos proporciona nos dias atuais.

Alexandre, como está sendo aliar o projeto solo com a banda?
Alexandre: É um sonho realizado. Me dediquei ao Natiruts exclusivamente todos esses anos e continuarei me dedicando pois meu trabalho solo é muito diferente do reggae o que para mim é muito importante como músico e compositor.

Algum recado especial para os fãs de Fortaleza?
Alexandre: Parabéns pela tomada das ruas nas primeiras manifestações e sexta: esqueçam os problemas e vamos nos divertir! 🙂

 

A natureza, a fé e a positividade são elementos fundamentais dos seguidores do Reggae. Uma mistura que não se ouve apenas, mas se sente.
Então, aproveitemos esta noite que vai ser LINDA!
Nos vemos lá! Jah Bless! 😉
One Drop Festival
Atrações:
► Natiruts
► Mat. McHugh (The Beautiful Girls)
► Katchafire (direto da Nova Zelândia)
► Forfun

Local: Barraca Biruta – Praia do Futuro
Realização: D&E EntretenimentoEmpire e ZeroNeutro.

 

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *