Ancoradouro

PT castiga quem defende a vida

O Partido dos Trabalhadores (PT) puniu na noite desta última quinta-feira (16) dois de seus filiados partidários por serem a favor da vida, contra o aborto. Luiz Bassuma (BA) e Henrique Afonso (AC) foram castigados com suspensão dos direitos partidários nos períodos de 1 ano e 90  dias respectivamente.

A decisão foi tomada por unanimidade e ficou clara mais um ponto essencial  do partido, a defesa do aborto em qualquer fase da gestação. E quem tiver pensamento contrário à legenda já sabe em que pena  pode incorrer.

O partido que se diz lutar pelos direitos dos trabalhadores, entre eles a liberdade de expressão torna-se uma mordaça para dois de seus sequazes  proibindo-lhes de se pronunciar em nome da sigla.

A descriminalização do aborto para o PT é coisa muita séria. Quem se lembra do plano de governo do presidente em exercício, na última campanha, recorda como era um ponto presente em diversas propostas a serem implementadas.

Quem é petista de coração entendeu o recado, ou é a favor do aborto ou está aquém da ideologia partidária. Para os defensores da cultura de morte a decisão emitida é só mais um reforço ideológico, não acrescenta nada às suas convicções.

No entanto para quem se posiciona em defesa da vida sente-se impelido a continuar sua luta na apologia daqueles que nem ao menos podem se defender, os milhares de nascituros já marcados para morrer antes mesmo de vir à luz deste mundo.

Acompanhemos e vejamos quem serão os próximos a receber  exortação do Partido dos Trabalhadores por não concordarem com seus interesses. E pelo visto o entalo é no tema defesa da vida, pois existe  deputado petista que milita, por exemplo, a favor do plantio da maconha para usuários e nada de repreensão para ele.

 Quem defende a vida mais do que nunca nada contra a maré.

Recomendado para você