Ancoradouro

5 Meios de Preservarmos a Alegria

A alegria que nasce do amor é um dom verdadeiro e duradouro, não é efêmero como as demais satisfações que podemos encontrar na vida. Contudo é preciso ser alimentada e buscada. O blog apresenta alguns meios através dos quais podemos presevar a alegria verdadeira, resistente às mais diversas circunstâncias e intempéries. Confira.

1.

Oração

Santa Teresa de Jesus define oração de um modo simples, como um trato de amizade. Com Deus podemos conversar, partilhar nossa vida com suas dores, desafios e vitórias. Temos assim um terreno fecundo para o crescimento da alegria.Uma pessoa triste é alguém que ainda não fez sua experiência com o amor capaz de suplantar toda tristeza e desamor. Quem reza é feliz independente das condições de sua vida.

2.

Confissão dos pecados

 

Há quem ignore a prática da confissão na Igreja Católica, só esquecem de enunciar os benefícios desse sacramento. Por experiência sabemos o quanto é benéfico quando desabafamos com um confidente ou quando conseguimos nominar situações até então desconhecidas numa terapia, por exemplo. Reconhecer e confessar os pecados gera na alma uma alegria indescritível. Procure um sacerdote e faça a experiência.

3.

Fidelidade

Uma pessoa infiel é infeliz. Quando traimos a Deus, quem amamos, nossos pricípios e valores amargamos a tristeza que invade nosso interior. Ao conrário quando nos esforçamos em nos manter na fidelidade somos revigorados e fazemos a experiência de uma felicidade plena e restauradora. A fidelidade se alcança mediante o esforço, a renúncia ao que é mau e nos reveste com o manto da alegria.

4.

A Palavra de Deus

A Palavra de Deus é obra do Espírito Santo, não são meras palavras de homens. O Logos(A Palavra)  de Deus é outro fecundo meio de preservar nossa alegria. A leitura diária do livro sagrado nos alimenta e nos prepara para os momentos mais adversos que nos espreitam possibilitando deste modo resistência ao mal, à tristeza e à desolação.

5.

Amizade com a Virgem Maria

A Virgem Maria foi quem por excelência viveu  a alegria de entregar sua vida a Deus ainda na sua juventude. A cada situação desafiadora na vida enfrentou-os de um modo singelo, discreto e ao mesmo tempo forte. Encontrou a alegria perfeita no seu Filho e para Este também se fez um sinal de alegria.

Recomendado para você