Ancoradouro

Emmir Prega Sobre Identidade na Comunidade Canção Nova

Cofundadora do Shalom prega na Canção Nova

Cofundadora do Shalom prega na Canção Nova

Emmir Nogueira, cofundadora da Comunidade Católica Shalom, prega este final de semana retiro na Canção Nova. Sua primeira pregação abordou a importância de descobrirmos nossa identidade. Falando sobre o amor Emmir o classificou em três modos para melhor compreensão dos presentes.

Primeiro: É aquele que “ama por causa de”. Um exemplo: “Estou apaixonada, ele é inteligente, bonito… Quando completamos um ano de namoro, ele veio me buscar com uma Ferrari para chegarmos até o jatinho particular. Fomos para a Torre Eiffel, ainda sinto aquele gosto de vinho francês”.

Segundo:
É aquele que “ama apesar de”, ela descobriu o amor apesar do que a pessoa é. “Estou apaixonada, ele é lindo, tem 1,20m, as canelas tortas, de cabelo espetado, não tem um tostão, terminou a 5ª série, pois seu pai era prefeito. Quando completamos um ano de namoro, ele me ligou do telefone público, a cobrar, e disse: ‘Meu bem! Já te pego, me espera na calçada, vamos de bicicleta, mas ela não tem freio’. Ele me levou a uma padaria, comprou um pão carioca e o dividiu, me deu uma caixinha com chiclete azul, que mascamos no início do namoro. Ele o guardou no congelador, o colocou na boca e depois me passou. Que lindo!”. É aquele amor que ocorre com pais de filhos deficientes, de marido alcoólatra, de filho drogado.

Terceiro:
Quando Jesus nos diz para sermos perfeitos como o Pai é perfeito significa: tenham entranhas de mãe, entranhas da misericórdia!  Vou contar-lhes uma história real: “Uma senhora chamada Luiza estava em um encontro. Neste, eu disse: “Quem aqui tem este amor de misericórdia? O amor do Deus, que me amou enquanto pecador, na condição de pecador. Deus não ama você na perfeição, Ele o ama no estado de pecador”. Perguntei a ela: “Como você ama?” Este amor que ama exatamente porque o outro precisa, como o amor de Deus, que não espera nada em troca. Este amor é a maior necessidade do homem, esse amor para o qual  todos fomos criados. Pois fomos criados por Deus para ser amados. “Eu não vim para os justos, mas, para os pecadores”, afirma Jesus.

Transcrição e adaptação: Thaís Capucho – Comunidade Canção Nova

Acompanhe vídeo com a pregação clicando aqui.

Recomendado para você