Ancoradouro

Do Trifest ao Halleluya

O Halleluya é um evento que se tornou referência no calendário de Fortaleza no final das férias de julho. Tudo surgiu do desejo de oferecer uma opção de lazer sadio, seguro e gratuito aos jovens na época do carnaval fora de época.

O Halleluya é gratuito

A semente do evento, três dias de festa que recebeu o nome de Trifest, aconteceu num ginásio de esportes para um público incipiente. No ano seguinte aumentaram em um dia o evento, tornando-se o Quadrifest. Foi quando no ano de 1997 o conselho da Comunidade Católica Shalom empreendeu algo desafiante: promover um evento de grande porte, de cunho cultura e artístico, aberto ao público e com uma constelação de estrelas da música católica.

O Halleluya caiu no gosto do público

A primeira edição foi um sucesso, realizada no Parque do Cocó. Em 2005 o Halleluya ganhou novas instalações, o Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) e chega à sua décima terceira edição com plena vitalidade. Além das atrações artísticas no palco principal uma série de atividades acontece ao mesmo tempo no evento, uma fórmula que tem agradado os participantes.

O Halleluya tornou-se o maior Festival de artes integradas e consegue um feito inaudito. Em todas as edições o índice de violência é zero. A organização faz um trabalho preventivo e ostensivo para garantir o bem estar do público junto aos órgãos competentes. E o resultado é o que pode ser conferido na arena do CEU, uma multidão que se diverte, pula, canta, dança e não recorre ao uso de bebida alcoólica e demais drogas. Este é com certeza um exemplo de atividade para nossa sociedade marcada pela violência e indiferença.

Recomendado para você