Ancoradouro

"Bento XVI enquanto pastor é medíocre", afirma Leonardo Boff

Ex-frei chama Bento XVI de medíocre

 

Leonardo Boff é o teólogo mais contumaz da Teologia da libertação. Foi frade menor, ordem Franciscana, e devido aos sérios questionamento à hierarquia da Igreja no livro Igreja, carisma e poder foi notificado pela congregação da doutrina da fé, então presidida pelo cardeal Ratzinger. Isto em 1985. Sete depois prevendo nova punição pediu desligamento da ordem e dispensa do sacerdócio. O segundo pedido não foi concedido, foi quando o teólogo resolveu por ele mesmo abandonar a Igreja e juntar-se a uma mulher divorciada, mãe de seis filhos. 

As críticas de Leonardo Boff à Igreja são constantes e o rancor ao atual papa vem de longa data. Numa entrevista em Londrina, o ex-frade chegou a afirmar que Bento XVI, enquanto pastor é medíocre, isto porque sua santidade foi um dos denunciantes do desvio doutrinário que é a teologia da libertação, ainda remanescente em alguns setores eclesiais. 

Ainda na mesma entrevista, Boff critica o Regional Sul I da CNBB pela confecção e divulgação do documento Aos brasileiros e brasileiras no qual orienta aos fieis que não votem em candidatos abortistas. Segundo o ex-frei o regional desobedeceu a CNBB. E sobre o aborto repete as palavras da candidata que apoia à presidência, exatamente com as mesmas palavras, diz que é contra, mas o entende como caso de saúde pública. 

Confira a entrevista na íntegra: 

 [youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6S0rjV_CYLk&feature=player_embedded[/youtube]