Ancoradouro

Renascer 2012] Curados pelo amor de Deus

34.203.28.212 /ancoradouro/2012/02/19/renascer-2012-curados-pelo-amor-de-deus/
13 Seja o primeiro a comentar

Por Teresa Fernandes

Pe. Antonio Furtado presidiu a Missa pelos Enfermos

Pe. Antonio Furtado presidiu a Missa pelos Enfermos

A cura e a libertação do corpo e da alma é o que muitas pessoas buscam para a realização verdadeira. Quem já procurou e principalmente quem já as encontrou confirma que em Deus é possível buscar a verdadeira transformação e a alegria que não passa. A programação do primeiro dia do Renascer 2012 se encerra com a missa de cura, que será celebrada pelo padre Antonio Furtado, às 18h.

Logo na frente do palco, buscando ao máximo uma experiência com Deus, um grupo de deficientes auditivos ouvia atento às palestras e pregações. “Senti o amor de Deus aqui. Preciso aprender mais sobre Deus”, disse Cleci da Silva, 52. Ao lado dela, o jovem surdo José Alves, 24, também está tendo uma experiência com Deus. “Eu me senti muito confortado hoje”, destacou. A tradução ficou a cargo do intérprete de libras, Cid Barros.

Acompanhe o Renascer pelo Facebook, aqui.

O trabalho com os deficientes auditivos é muito gratificante, segundo Ismara Sousa Leal, membro do ministério de evangelização de surdos da Comunidade Católica Shalom. Ela participa do ministério às quartas-feiras e ajuda a ministrar o grupo para deficientes auditivos no Shalom da Paz, que acontece aos domingos.

A estudante Nayana Cunha, 22, não tem dúvidas do que veio buscar no Renascer e na missa de cura. “Tudo, que é Deus. Com certeza”. Ela é cadeirante. Nayana frequenta um grupo de oração na renovação carismática e todos os anos vem ao Renascer.

Para ser curada e para ter uma experiência com Deus, a aposentada Maria Dolores, 79, veio ao Seminário de Vida no Espírito Santo e para a missa de cura. “Espero que Deus possa me curar. Eu sinto muita dor de cabeça e sei que só Ele vai me curar”, ressaltou.

Não apenas curas físicas, mas também transformação do coração é o que esperam as pessoas que vão participar da missa de cura. A doméstica Socorro da Silva, 43, busca a “renovação do meu espírito. Minha cura é espiritual”, destacou. A irmã de Socorro, a comerciante Ivanilda da Silva, 42, está “com fé de ser curada”. Ela disse que frequenta as missas de quinta-feira no Shalom da Paz e já sentiu forte presença de Deus. A cura dela também não é física.

Recomendado para você