Ancoradouro

Francisco é acolhido com Festa em Copacabana

Emoção a toda prova. Peregrinos enfrentam frio e chuva durante Jornada Mundial da Juventude mas não arredam o pé das atividades programadas para o evento.

foto (4)

Na tarde desta quarta-feira, 25, o Papa chegou à Copacabana para a Festa de Acolhida. O público começou a chegar ainda pela manhã e no  início da tarde uma série de atrações artísticas passaram pelo palco do evento.

Do Sumaré, o Papa partiu para Copacabana de helicóptero até o Forte de Nossa Senhora onde passou a transitar entre os fieis de Papa Movel até chegar ao palco onde foi acolhido pelo arcebispo metropolitano do Rio de Janeiro Dom Orani João Tempesta.

O clima na praia é de uma “alegria genuína” como descreveu a repórter da Globo News Leilane Norbetr ao comparar o público da Jornada Mundial da Juventude com o de outros eventos que ocupam a mesma praia em outras ocasiões.

festaOs jovens esbanjam simpatia para com o papa Francisco e no palco principal outros dançam e cantam tornando a celebração de acolhida em uma grande festa.

” A fé de vocês é mais forte que o frio e a chuva”, disse Francisco  aos presentes em discurso. Logo em seguida o pontífice pediu um momento de silêncio e oração pela jovem  que faleceu em um acidente de trem na Guiana Francesa durante a Semana Missionária.

Confira íntegra do discurso do Santo Padre, aqui.

“Saúdo a todos com muito carinho. A vocês, aqui congregados dos cinco Continentes e, por meio de vocês, a todos os jovens do mundo, particularmente aqueles que não puderam vir ao Rio de Janeiro, mas estão em ligação conosco através do rádio, televisão e internet, digo: Bem-vindos a esta grande festa da fé!” ainda disse Francisco.

Francisco também pediu uma saudação ao papa emérito Bento XVI.

Mudança de local

“Há cada dia uma novidade” foram as palavras de Dom Orani em Nota Oficial disparada pela organização do evento sobre a mudança de local da Vigília e Missa de envio. Estes atos centrais foram transferidos para Copacabana. “Paciência” pediu o prefeito Eduardo  Paes aos moradores do entorno da orla que testemunham a festa mais pacífica e alegre que o Rio de Janeiro já sediou.

A imprensa acompanha atenta cada detalhe. Alguns alocados no Media Center, uma mega estrutura que comporta dois mil profissionais trabalhando simultaneamente; outros no meio do povo capturando a emoção dos presentes e registrando imagens que vão para os cinco continentes.