Ancoradouro

Jean Wyllys critica bancada governista, evangélica e defensores da família

141 4
Deputado critica bancada governista e defensores da família.

Deputado critica bancada governista e defensores da família.

O deputado federal e ex-bbb Jean Wyllys (Psol) criticou a bancada governista, em seu perfil no Facebook. Motivo: parlamentares decidiram que o PLC 122, conhecido popularmente como lei da mordaça gay , não será votado nominalmente. Foi apensado ao projeto do  novo Código Penal. Segundo Wyllys, isto significa “o enterro definitivo de uma luta de 12 anos desde que o PLC 122 começou a tramitar no Congresso”.

Homem de língua afiada deste os tempos do reality show, do qual foi campeão, na Rede Globo, Jean Wyllys, dispara contra  os deputados evangélicos e defensores da família tradicional  chamando-os de fundamentalistas e pregadores do ódio. “Longe de promover um debate sério, o que a bancada governista fez no Senado foi ceder à chantagem dos fundamentalistas, como o governo Dilma tem feito desde o início. Cada novo substitutivo do projeto, cada nova alteração, cada novo adiamento significou um retrocesso. Foi tanto o que cederam (para garantir o ‘direito’ dos fundamentalistas a pregar o ódio) que do PLC-122 original só restava o título. Foi isso que enterraram hoje”, destilou.

Outra derrota enunciada pelo deputado eleito por coeficiente  eleitoral é uma vitória para as bancadas que se lhe opõe.  “A comissão especial do Senado que é responsável por elaborar o novo projeto do Código Penal aprovou o relatório do senador Pedro Taques (PDT-MT) que exclui as referências a “gênero”, “identidade de gênero”, “identidade sexual” ou “orientação sexual”. A autoria das emendas é do senador Magno Malta (PR-ES), segundo Wyllys,  “parlamentar publicamente conhecido por se opor ao reconhecimento da cidadania para a população LGBT”.

Diferente do reality, na vida real, Jean não pode colocar os adversários no paredão e eliminá-los. 

Recomendado para você