Ancoradouro

Bispo conclama ‘tsunami’ de e-mails para STF e TV Globo contra Aborto e Ideologia de Gênero

406 18

O Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro Dom Antonio Augusto levantou-se como voz profética em artigo publicado no site da Arquidiocese de São Sebastião. Dom Antonio conclama o povo de Deus a sair da inércia, a assumir o posto de sentinelas. “O sentinela é um vigilante atento, que percebe os movimentos mais perigosos e avisa imediatamente àquelas pessoas que devem intervir na defesa das demais, especialmente das pessoas mais frágeis”.

Dom Antonio Augusto é o segundo da esquerda para a direita.

De acordo com o religioso, responsável pela Associação dos Médicos Católicos, pela União dos Juristas Católicos e pela Pastoral Universitária do Regional Leste I, “A vigilância é uma atitude tão recomendada nas páginas bíblicas, como demonstração direta do amor de Deus por tudo que Ele criou e salvou, que causa perplexidade e indignação o avanço perigoso e veloz das mais variadas expressões do mal no mundo de hoje”.

Dom Antonio não faz arrodeio e vai direto ao ponto. “A Igreja Católica, nos tempos atuais da história da humanidade, deve assumir cada vez mais a atitude do sentinela do bem e ficar mais atenta aos perigos que ameaçam o nosso país“. O Bispo Auxiliar enumera quais sejam estes perigos.

“Atualmente, existe no Brasil uma estratégia bem pensada por alguns e bem regida por outros, para que iniciativas culturais, legislativas, judiciárias, em favor da descriminalização do aborto e da manipulação ideológica das mentes infantis e jovens, tenham um raio de ação mais amplo na nossa sociedade”.

O artigo ensina que a vigilância “é uma das mais expressivas provas da caridade cristã, especialmente com as pessoas mais frágeis e vulneráveis na sociedade”. Ainda: “O amor à verdade e o amor ao próximo não devem estar distantes entre si. Vigiar e chamar a atenção para a presença de um ‘tsumani’ invadindo, com suas ondas enormes, viscosas e sujas a televisão brasileira, os plenários do judiciário, os espaços legislativos, as escolas e universidades, as famílias, tornaram-se para os discípulos-missionários do século XXI graves deveres de caridade cristã”.

A maior emissora do país é citada nominalmente como propagadora de uma avalanche de sujeira moral. “A Rede Globo de Televisão tornou-se um depósito poluído dessa sujeira moral, pois ao estar presente nos lares do povo brasileiro, derrama nele, gota a gota, por exemplo, a Ideologia do Gênero”.

Dom Antonio alerta para a doutrinação sobre Ideologia proposta pelo programa Fantástico e a próxima novela global. “O programa ‘Fantástico’ nos últimos domingos e a próxima novela intitulada ‘A força do querer‘ têm como pauta essa arrasadora e malévola ideologia, que de feminismo não tem nada de autêntico”.

A exortação do Bispo Auxiliar alerta contra o Psol, definido por ele como ‘missionário do mal” e ONGs comprometidas com a difusão da cultura de morte. “O PSOL agora promove o anarquismo jurídico, solicitando, por meio de uma Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), o assassinato de uma pessoa em gestação, que seria “constitucional” se realizado até a décima segunda semana da gravidez”.

Sobre a relatoria desta SDPF com Rosa Weber a voz do pastor clama. “Em outros julgamentos, essa mulher branca, rica, bem informada e bem escolarizada já deu sinais de ser a favor da descriminalização do aborto, sendo, portanto, contrária à maioria do povo brasileiro, constituído por brancos, negros, pardos, ricos e pobres, indígenas e mamelucos, imigrantes e estrangeiros com cidadania adquirida há anos e, sobretudo, por mulheres e homens que sonham com um Brasil mais justo e mais protetor dos mais frágeis, como são as crianças em gestação no seio materno”.

As palavras finais do Bispo é uma conclamação aos católicos. “Os sentinelas do amanhã melhor devem sair na hora certa da passividade, para que aconteça hoje e agora um ‘tsunami’ de e-mails para o STF, para a TV Globo e para a Câmara Municipal de Vereadores carioca, protestando diante de tantas arbitrariedades contra a vida humana nascente, contra a dignidade das crianças e jovens, contra a violação da Constituição Federal, fazendo novelistas, políticos e ministros descerem dos seus pedestais, onde se sentem donos da verdade e do bem e do mal, para pisarem na realidade do povo, e enxergarem, assim, as verdadeiras necessidades humanas”.

Leia artigo na íntegra, aqui.

Recomendado para você