Artesanato da Mente

Às vezes é bom ser insensível

Muitas coisas são ensinadas para nós de forma distorcida e para mudarmos a ótica é preciso um mergulho profundo no autoconhecimento. Por exemplo, uma ideia do senso comum é a de que os homens são insensíveis e as mulheres são hipersensíveis. Será mesmo?

Esses dias li algumas sábias palavras no Lama Padma Samten e decidi compartilhá-las, ampliando um pouco mais a sua reflexão. Confira!

******

“A pior coisa que pode acontecer conosco quando nos defrontarmos com outra pessoa que vem com uma atitude negativa é nós nos tornarmos sensíveis a isso. Quando a gente se torna sensível, a gente tem uma tendência a copiar a mente do outro e fazer exatamente como o outro. Então, isso não só é um problema que o outro tem, como é um tipo de doença contagiosa. Se a gente não tiver muito cuidado se contagia também. Somos arrastados.

O pior efeito que pode acontecer a partir da ação do outro é nós sermos arrastados para o mesmo ambiente onde ele está vivendo. Eventualmente, depois ele sai e nos deixa lá.

Então, o melhor é transformar a visão sobre a realidade toda, em todas as direções, e depois olhar a questão particular.”

Lama Padma Samten

*******

Achei perfeita a sua colocação. Suas palavras, se bem internalizadas, farão você economizar muito dinheiro que seria investido com terapias. O que ele falou é Psicologia pura.

Ele está de uma maneira simples e objetiva comentando sobre o que em Psicologia chamamos de ESPELHAMENTO, ou seja, nós espelhamos os padrões de comportamento das pessoas que passam a maior parte do tempo conosco.

Certamente você já leu ou ouviu alguém falar que nós somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos. Essa ideia é muito verdadeira! Não canso de repetir que nós somos energia e nosso corpo é pura vibração energética. A nossa energia ressoa com tudo aquilo que vibra na mesma frequência. Inclusive, hoje em dia, muitos terapeutas se utilizam de uma metáfora incrível que é a do DIAPASÃO. Eles são instrumentos de metal ou eletrônicos que vibram numa nota musical específica e é utilizado para afinar os instrumentos corretamente.

Se eu vibro em não atrairei para meu convívio íntimo alguém que vibra em SI, sairá desse encontro uma nota bastante destoante.

Essas vibrações são nossas crenças, nossos valores, nossas convicções, nossos medos, nossos sonhos, nossas esperanças etc.

Toda essa reflexão é o que o Lama Samtem vem nos trazer com essas palavras. Se alguém vem até você com uma atitude negativa, ela só conseguirá lhe afastar do seu próprio eixo se sua energia estiver com abertura o suficiente para ela entende? Se você mostra firmeza e força interior diante do que deletério ou destrutivo, sua atitude será de insensibilidade.

A sensibilidade é uma virtude maravilhosa. Constantemente escrevo sobre ela e até incentivo a desenvolvê-la, porém é preciso desenvolvê-la do jeito certo. Inclusive tempos atrás escrevi um texto no qual falava sobre a importância da malícia. Uma das melhores definições para ela é: sensibilidade para identificar o mal.

Uma pessoa equilibrada sabe quando alguém está com intenções negativas ou quando sua energia está desequilibrada ao ponto de fazer mal a si mesma. Nessa hora é importante saber que existe o trabalho de profissionais da área mental como psicólogos, psicanalistas, psiquiatras ou os terapeutas holísticos. Essas são as pessoas mais indicadas para ajudar quem está em tal situação.

Um dos exemplos mais clássicos é o VITIMISMO. Sabemos bem que as pessoas que tem esse padrão são verdadeiras sugadoras de energia. Quem se mostra hipersensível às pessoas vitimistas acaba sofrendo muito mais do que elas, porque na tentativa de ajudar, apenas reforçam esse padrão. Se você percebe esse padrão e se mostra insensível, fará essa pessoa se movimentar de uma forma que acabará buscando alguma ajuda profissional.

Você precisa entender bem a sutileza do que estou querendo dizer. Não significa que alguém chegará até você e então você diz: “Vá embora. Suma daqui…”. De forma alguma! O nome disso é ESTUPIDEZ. Quando alguém vem até você, a postura insensível significa dizer: “Sinto muito, mas eu não sou a pessoa mais indicada para lhe ajudar a resolver os seus problemas. Se você insistir em ficar apenas reclamando de tudo, serei obrigado a me retirar…”. Percebe como é bem diferente?

O Lama termina dizendo que precisamos primeiro transformar a nossa visão, porque somente a partir da mudança pessoal é que poderemos agir de uma forma que gere impactos positivos. É uma imensa verdade! Se buscamos o auto-aperfeiçoamento, mudamos a nossa vibração, e mudando a nossa vibração estaremos de fato levando uma energia diferente para os ambientes que adentrarmos. Dessa forma, meio sem perceber estaremos contribuindo para que a verdadeira sensibilidade cresça no coração das pessoas. A sensibilidade fundamentada no amor próprio e na consciência mais expandida…

Portanto, fica essa mudança de chave para o nosso subconsciente: às vezes é bom sermos insensíveis. E precisamos ser assim com quem ainda não percebeu que a mudança se dá quando olhamos para dentro de nós mesmos e paramos de alimentar tudo aquilo que é negativo e autodestrutivo…

Recomendado para você