Blog do Leão

Cuiabá 1×1 Fortaleza – O certo por linhas tortas

216 26
Leão consegui importante ponto em Cuiabá. Foto: Futebolpress

Leão conseguiu importante ponto em Cuiabá. Foto: Futebolpress

 

Caros tricolores, foi por pouco. Quase nosso Leão perde o jogo e a invencibilidade na Arena Pantanal. Com um primeiro tempo apático, com poucas investidas no ataque, o tricolor viu os donos da casa abrirem o placar merecidamente. Com Edinho e Paraíba numa noite pouco inspirada, Cametá e Fernandinho discretos nos avanços, as jogadas rarearam. E a derrota só não se consumou por causa da nossa amiga assistente que levantou a bendita bandeira no que seria segundo gol cuiabano, e pra desestabilizar mais ainda os anfitriões, no lance seguinte, Uilliam cruzou na medida para Waldison dominar e fuzilar pra dentro do gol. Foi uma verdadeira história certa por linhas tortas. Os tantos erros que outrora foram contra, desta vez foi a nosso favor. Azar do Cuiabá, alguém um dia teria que pagar o pato.
E o Leão, que não tinha nada a ver com o erro, que aliás não foi um lance fácil, cresceu na partida e por pouco a vaquinha do Cuiabá não foi pro brejo, no caso pro pântano…

Enfim, a partida serviu de alerta para o professor analisar a postura do time em jogos fora de casa. Conquistamos muitos pontos como visitante, é verdade. Mas dá pra melhorar o desempenho, principalmente no tal mata-mata, quando os noventa minutos na casa do adversário poderão ser decisivos.

E o próximo jogo é fora de novo. Contra o ex-empatador Águia de Marabá.
Segue a luta!

Cuiabá 1 x 1 Fortaleza
Local: Arena Pantanal
Público: 15.077 pagantes

Árbitro: Arnoldo Vasconcelos Figarela (RO); Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Fernanda Colombo Uliana (SC)

Cuiabá: Willian Alves, Grafite, Samuel, Mirita e Ruan; Bogé, Elanardo (Zambi), Diego Torres (Diego Oliveira) e Gilsinho; Marcelo Toscano (Washington) e Careca. Técnico: Luciano Dias

Fortaleza: Ricardo, Tiago Cametá, Genílson, Adalberto e Fernandinho (Radar); Guto (Uilliam), Corrêa, Marcelinho Paraíba e Edinho (Erik Flores); Waldison e Robert. Técnico: Marcelo Chamusca