Blog do Vozão

Ceará x Figueirense – Jogo da paciência

84 17

Ceará x Figueirense – Jogo da paciência (Foto: Cearas.com/Divulgação)

Depois de colocar as pernas em baldes com gelos e um descanso rápido para reabastecer as energias, vamos a luta novamente. O adversário da vez vive um momento inverso ao do Vozão. Eenquanto a gente luta pra subir, eles brigam pra não cair, e isso torna essa batalha ainda mais difícil, pois nesse tipo de jogo as atenções precisam estar redobradas para não cair na armadilha de que por sua posição na tabela o adversário será uma presa fácil.

Dizem que em time que está ganhando não se deve mexer, acontece que essa máxima do futebol não tem servido muito no Vozão, isso devido a necessidade de ter que fazer mudanças por conta de suspensões, mas, felizmente, ainda assim o time vem conseguindo as vitórias, comprovando que o elenco todo está engajado na luta pelo acesso.

Como Chamusca tem prezado pela meritocracia, aqueles que desfalcam o time por suspensão retornam sempre após cumpri-la, nesse caso, Éverson e Rafael Pereira estarão de volta à equipe titular, tendo isso inclusive já sido confirmado pelo próprio treinador, que por outro lado preferiu fazer mistério para divulgar o restante da equipe.

Até entendo e acho justo esconder o jogo nesse momento, mas, cá pra nós, salvo algo de última hora, o time para essa partida deverá ser formado com Éverson; Richardson, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Raul e Pedro Ken; Leandro Carvalho, Ricardinho e Lima; Elton.

Novamente a participação do torcedor será fundamental, pois, creio que deveremos ter um jogo onde a paciência do time dentro de campo precisará ser usada para superar as dificuldades que deverão ser encontradas na partida, e será exatamente nesse momento que o torcedor terá que entrar em ação passando tranquilidade aos jogadores em campo.

Os últimos jogos têm nos mostrado que a energia positiva vinda das arquibancadas para dentro do campo de jogo tem ajudado bastante ao time na tarefa de fazer o dever de casa. Que assim seja mais uma vez.

Vamos que vamos, Vozão!