Cinema às 8

Super-heróis no cinema em 2016: do melhor para o pior

778 1

Chegou dezembro e, com ele, aquela pressão constante por listas dos melhores. No Cinema às 8, dividiremos em três temas principais para agradar aos diferentes públicos interessados. As duas primeiras serão temáticas e coletivas, focadas, respectivamente, no ranking de filmes de super-heróis e da lista de oito melhores blockbusters para nossos três críticos/editores. Já a final a gente guarda para mais tarde, para deixar o gostinho de quero mais.

Para abrir a empreitada, vamos ao ranking de melhor (e pior) da Marvel e DC Comics (Warner) e Fox nos cinemas.

"Façam cara de quem não se importa" (AMÉRICA, Capitão)

“Façam cara de quem não se importa” (AMÉRICA, Capitão)

1. “Capitão América: Guerra Civil”,de Anthony e Joe Russo. Escolha quase unânime (dois votos de primeiro lugar e um vice), a superprodução da Marvel Studios conquistou o pódio com sobras. Boa curva dramática, desenvolvimento de personagens e cenas de ação bem coreografadas foram destaque. Mas Homem-Aranha e Pantera Negra são os donos de tudo.

"Segundo? Fale com minha mão" (ESTRANHO, Doutor)

“Segundo? Fale com minha mão” (ESTRANHO, Doutor)

2. “Doutor Estranho”, de Scott Derrickson. Um ouro, uma prata e um bronze garantiram o vice para o longa “místico” da Marvel. Ponto para a inventividade de roteiro e o visual fantástico.

Isso mesmo, Wilson, tem quem te ame

Isso mesmo, Wilson, tem quem te ame

3. “Deadpool”, de Tim Miller. Variando entre o segundo e o quarto lugares, a comédia sanguinolenta do “mercenário tagarela” ficou com o bronze na média dos votos. É, sem dúvida, um dos filmes mais fiéis ao personagem na história – para bem ou para mal.

"Calma, Bruce, próximo ano a Diana redime a gente" (KENT, Clark)

“Calma, Bruce, próximo ano a Diana redime a gente” (KENT, Clark)

4. “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça”, de Zack Snyder. Amado por uns, odiado por outros, “BvS” ficou na metade de baixo da tabela do Cinema às 8. Foram dois votos pedindo um terceiro lugar e outro cravando a quarta posição.

ranking5

Nem piada o Apoco merece

5. “X-Men: Apocalypse”, de Bryan Singer. Representante da Marvel nos quadrinhos e da Fox no cinema, “X-Men: Apocalypse” não fez a cabeça de ninguém. Foi consenso em quinto lugar.

A gente nem lembrava de metade desses personagens

A gente nem lembrava de metade desses personagens

6. “Esquadrão Suicida”, de David Ayer. O grande consenso da votação. Por aclamação, o pior filme de super-heróis do ano (ou supervilões, no caso). Personagens rasos e sem motivação, relacionamento abusivo sendo glorificado, cenas de ação confusas e Margot Robbie sozinha tentando salvar tudo. Tem nem como defender.

Por hoje é só, pessoal. E nós sabemos que seremos acusados de ser marvete. É opinião. É da vida. A gente torce para “Mulher Maravilha” e “Liga da Justiça” surgirem fortes para que todo mundo acredite que nossos votos não são perseguição pessoal.

Recomendado para você