Clube da Luta

Wanderlei Silva admite largar aposentadoria para lutar contra Chael Sonnen

 

Sonnen e Wanderlei SIlva foram os técnicos da última edição do TUF Brasil 3. Foto: reprodução/TUF Brasil 3.

Sonnen e Wanderlei SIlva foram os técnicos da última edição do TUF Brasil 3. Foto: reprodução/TUF Brasil 3.

Após anunciar sua aposentadoria em setembro passado, Wanderlei Silva parece ter revisto sua posição. Agora, ele admite a possibilidade de voltar aos ringues. E o retorno seria em grande estilo para enfrentar o desafeto Chael Sonnen em outra organização que não seja o UFC, com quem ele rompeu laços definitivos quando divulgou sua retirada do esporte.

Durante a transmissão do XFC Internacional, no último sábado, em São Paulo, em que atuou como comentarista, Wand foi questionado se toparia um duelo contra Sonnen. O brasileiro não fugiu da raia e disse que toparia o desafio. “Nesse momento estou sim (aposentado), mas nunca se sabe né? Se ele aceitar, por que não? Estou aqui. Vem que tem”, declarou Wand, em entrevista para a “Rede TV”.

O desafio passa a ser convencer Sonnen, que também anunciou aposentadoria recentemente após ser demitido do UFC. Quem gostou da declaração de Wanderlei Silva foi o presidente do XFC, Myron Molotky, que já se mostrou interessado em fazer o combate acontecer em sua organização. “Você está pronto para fazer isso? Vamos fazer”, disse, logo após ouvir de Wanderlei que estava disposto a voltar a lutar.

Wanderlei Silva x Chael Sonnen já deveriam lutado esse ano pelo UFC. Os dois foram treinadores do The Ultimate Fighter (TUF) Brasil, protagonizaram uma grande rivalidade, com direito até briga durante as gravações do programa. Ao término da exibição do reality show na TV Globo, o UFC anunciou que a luta entre eles havia sido adiada, em virtude de uma lesão de Wanderlei. Sonnen chegou a escalado para enfrentar Belfort. Em seguida, o americano foi pego no dopping. Depois, anunciou sua aposentadoria. Wanderlei, que teria fugido dos exames da Comissão Atlética de Nevada, também anunciou seu desligamento definitivo com o UFC.

Recomendado para você