Clube da Luta

GNT lança série com histórias de vida de lutadoras de MMA; cearense Viviane Sucuri é tema de um dos episódios

CEARENSE Viviane Sucuri é tema do episódio Dama de Ferro Divulgação

Viviane Sucuri é tema do episódio Dama de Ferro Foto: Divulgação

O universo de uma lutadora de MMA vai além da rotina de treinos, cortes de peso e confrontos. Fora do ambiente de lutas, a vida acontece. Para oferecer um olhar humanizado sobre as principais atletas brasileiras, a série Mulheres na luta chega neste domingo, 2, às 22 horas (horário de Fortaleza), no canal fechada GNT. Na estreia, serão exibidos dois episódios.

Em entrevista ao O POVO, o diretor da série, Flávio Barone, revelou que os episódios destacam as provações que as atletas precisam passar. “O mais importante foi procurar um olhar que fosse diferente de como o MMA é filmado, que é uma olhar muito masculinizado. Procuramos um outro termômetro, para não só humanizá-las, mas também filmar por um novo prisma”, afirmou o cineasta, que é carioca e tem 39 anos.

A série, produzida pela Conspiração Filmes em parceria com o UFC e o canal Combate, é dividida em oito episódios e traz a história de atletas como Jéssica Bate-Estaca, além de recortes das trajetórias de Cris Cyborg e Ronda Rousey. “A série é fruto de extenso trabalho, que teve quatro meses de produção, pesquisa e roteiro. Foram mais de 50 personagens que a gente pesquisou”, explicou Barone.

O segundo episódio é dedicado inteiramente a uma cearense: Viviane Sucuri, dona de títulos por quatro organizações e que teve passagem de quase dois anos no UFC. O episódio com Sucuri é intitulado de Dama de Ferro e destaca a infância humilde e a relação da atleta com a mãe. “É um dos meus episódios favoritos, porque a Viviane é uma mulher incrível”, revela o diretor da série.

Os episódios da temporada estão disponíveis na plataforma Globosat Play.