Discografia

ABBA – Mamma Mia the Tribute Show: A discoteca está de volta

 

Foto: Maurício Trilha

Foto: Maurício Trilha

Pela primeira vez no Nordeste, ABBA Mamma Mia – The Tribute Show traz espetáculo com os principais sucessos do grupo sueco que marcou época

Quem frequentou as pistas de dança, nas discotecas, entre as décadas de 1970 e 1980, provavelmente, já dançou ao ritmo de músicas como Mamma Mia, Dancing Queen e Waterloo. Os hits da famosa e aclamada banda sueca ABBA eram indispensáveis em qualquer boa festa. E é esse clima que o público poderá reviver no espetáculo argentino ABBA Mamma Mia – The Tribute Show, que tem única apresentação em Fortaleza, hoje, às 21 horas, no Teatro Riomar.

Criado há seis anos, em Buenos Aires, o grupo ABBA Mamma Mia conquistou o reconhecimento dos fãs pela originalidade e semelhança com o quarteto sueco. Formada por Gwendolyne Moore ( Agnetha), Florencia Róvere ( Frida), Nicolás Salvador ( Björn) e Sergio Gutierrez (como Benny), a banda já passou por diversos países da América do Sul buscando reproduzir a personalidade, a música e o carisma do ABBA. “É uma homenagem ao ABBA. Somos fãs do grupo e decidimos recriar, em cima do palco, cada detalhe desta banda que teve uma curtíssima passagem pelo mundo da música, mas que deixou hits inesquecíveis” declara Maurício Trilha, produtor do espetáculo.

No palco, muita luz, brilho e cores. O figurino traz desde calças boca de sino até as famosas sandálias de plataforma. Segundo Maurício, para as cantoras entrarem em cena é necessário muito preparo físico. “Além de cantar, as meninas fazem coreografias em praticamente todas as canções. É preciso muito ensaio e condicionamento. Já o elenco masculino, além de muita concentração, precisa também de muito preparo vocal”, complementa.

O ABBA foi fundado em 1972, em Estocolmo, na Suécia. A banda era formada por dois casais – Björn e Agnetha e Benny e Frida – e se tornou febre na década de 1970 com ritmos dançantes e letras simples. Em 1982, após a separação de Benny e Frida e de apresentar alguns sinais de cansaço, a banda anunciou o seu fim. O último reencontro aconteceu este mês, em um café na terra natal do quarteto, para comemorar os 50 anos do grupo.

Para o ABBA Mamma Mia – The Tribute Show, o público deve esperar um setlist com os principais sucessos da banda, além da fidelidade ao som. “As nossas cantoras já participaram de elencos da Broadway e de diversos musicais no exterior. É muito mais que um cover, é um espetáculo cênico visual. É para embarcar em uma viagem no tempo, é para voltar para as discotecas. As canções do ABBA seguem vivas na memória das pessoas, o que fazemos no palco é trazer de volta estas pequenas lembranças”, finaliza Maurício.

ABBA Mamma Mia – The Tribute Show inicia sua turnê por Fortaleza e segue por mais cinco cidades. Depois da Capital, o grupo fará apresentações em Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Novo Hamburgo e São Paulo.