Educação

Educação é tema em eleições

344 1

Em entrevista ao jornal Zero Hora, o presidente do Conselho Nacional de Educação, Antônio Carlos Caruso Ronca, falou sobre a carta-compromisso, redigida por 27 instituições, que será enviada aos candidatos à Presidência da República com metas a cumprir na área educacional.

Para o presidente, se o País não investir logo no ensino, ficará longe de se desenvolver. Segundo ele, a educação sempre foi considerada tema de segunda linha, em todas as eleições.

Sobre a ampliação dos investimentos do PIB de 4,7% para 10%, propostos na carta, Ronca defende uma ampliação gradual, até que se alcance 10%.

Mas para tais mudanças, o presidente ressalta a importância da participação popular, assim como aconteceu nas mobilizações pela Ficha Limpa.

Uma das prioridades é ampliar o atendimento educacional das crianças de quatro e cinco anos. Para isso, finaliza o presidente, é necessária uma lei que responsabilize os governantes ao comprometimento de gastar o percentual orçamentário da educação que a Constituição determina, ou seja, 18% na União e 25% nos Estados e municípios.

Tomara que os candidatos leiam com atenção o documento e que possam, pelo menos, tentar cumprir o que é de obrigação e de direito cumprir!

Fonte: Zero Hora (RS)