Educação

Atraso do Inep prejudica avaliação do ensino brasileiro

O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai aplicar a Prova Brasil 2011 em novembro. Entretanto, os resultados da edição anterior ainda não são de conhecimento público.

Na opinião de especialistas, a falta de transparência e o atraso na divulgação de dados da avaliação colocam em cheque a credibilidade do principal instrumento de medição da qualidade do ensino básico no País.

Aplicada a cada dois anos a mais de cinco milhões de estudantes, a Prova Brasil afere conhecimento em matemática, com foco em resolução de problemas, e língua portuguesa, com ênfase em leitura.

Luiz Araújo, especialista em políticas educacionais, acredita que o Inep esteja sobrecarregado. “Houve um desvirtuamento de finalidade do instituto, que passou de centro de pesquisas para se tornar um aplicador de provas”, avalia.

Fonte: Valor Econômico (SP)