Educação

Mães orientadas, filhos protegidos

66 1

Um grupo de alunos mineiros participou, em Montreal, no Canadá, da 16ª Conferência Internacional de Retrovirologia Humana. Lá, apresentaram cinco trabalhos científicos, dos quais se destacou o de Mariana Amaranto, estudante do 5º ano de medicina da Faculdade de Saúde e Ecologia Humana Vespasiano (Faseh), em Belo Horizonte. Ela propôs verificar a eficácia do aconselhamento dado a mulheres portadoras do vírus HTLV-1, que incluiu as recomendações para não amamentar e, preferencialmente, realizar o parto por cesariana.

“Minha pesquisa constatou a eficácia do aconselhamento para a não transmissão do vírus (à criança)”, diz Amaranto. O resultado, segundo a estudante, favorece a argumentação para que seja realizada a pesquisa laboratorial do HTLV no pré-natal e para que seja oferecido pelo governo o leite em pó para filhos de mães soropositivas. Em média, 10% dos indivíduos infectados com o micro-organismo desenvolvem sintomas como leucemia e linfomas de células T, paraparesia espástica tropical e uveíte, entre outros.

Fonte: Correio Braziliense