Futebol do Povo

Ceará: apesar da raça, pouco futebol, derrota para o Vitória e nove pontos para sair do Z4

84 71

Não deu certo a primeira tentativa do técnico Marcelo Cabo, o quarto do Ceará na temporada, o terceiro na Série B. Neste sábado o alvinegro voltou a perder em casa, desta vez para o Vitória, que confirmou o favoritismo inicial e fez 2×1 no Castelão. A situação da equipe na tabela ficou ainda mais dramática. Como os principais concorrentes conseguiram bons resultados, o alvinegro agora está distante nove pontos para sair da zona de rebaixamento. A campanha tem duas vitórias, cinco empates e 10 derrotas.

De novo não faltou empenho, disso a torcida não pode reclamar. Do resto, pode e deve. O treinador escalou uma equipe ofensiva,  que teve mais posse de bola (55 a 45%), finalizou muito mais do que o Vitória (15 x 6), mas falhou terrivelmente nos gols sofridos, de novo em sequência, no primeiro tempo (Escudero e Rogério), e só marcou numa falta batida por Julio César que desviou na zaga do clube baiano.

É verdade que a equipe perdeu Ricardinho, machucado, ainda na primeira etapa, mas a ausência do seu melhor jogador não determinou a nova derrota. É verdade que Sandro poderia ter empatado no final do jogo em uma cabeçada que passou muito perto, mas o drama do Ceará só aumenta. E a torcida vaia o time, não há muito mais o que fazer.

Na terça-feira outro time forte estará no Castelão. É o América-MG.